"Quando tiver um dia mau, lembre-se de Sam Bartram, o guarda-redes que em 1937 ficou 15 minutos no campo sem perceber que a partida tinha sido suspensa por causa do nevoeiro", destaca-se numa publicação no Facebook, datada de 12 de setembro, em que se divulga uma alegada fotografia do episódio.

A equipa de verificação de factos da Agence France Press (AFP) analisou este post e classificou-o como parcialmente falso. A história relatada na publicação é verdadeira, no entanto a fotografia que se tornou viral não retrata Sam Bartram.

Existem vários artigos jornalísticos que comprovam a veracidade do episódio, entre eles uma coluna do jornal britânico "The Guardian", publicada em 2001, em que são recordadas várias situações caricatas que marcaram o percurso do guarda-redes.

A AFP contactou o clube inglês Charlton Athletic, equipa pela qual Sam Bartram jogava, que confirmou a veracidade do episódio e descreveu que "no dia 25 de dezembro de 1937, após o pontapé inicial, o nevoeiro adensou-se, causando uma primeira paralisação do jogo, que foi retomado posteriormente. Então, a névoa tornou-se mais espessa e o silêncio aumentou, mas Bartram permaneceu no campo".

Num vídeo, localizado pela AFP, a carreira de Bartram é recordada e é mencionado este incidente que ocorreu num jogo de intenso nevoeiro. No entanto, esclarece-se (minuto 1:40) que o jogador que aparece na fotografia viral nas redes sociais não é Bartram, mas sim Jack Kelsey.

A fotografia encontra-se disponível no catálogo da Getty Images com a seguinte legenda em língua inglesa: "Guarda-redes do Arsenal Jack Kelsey perscruta a névoa em busca da bola esquiva. O nevoeiro era tão denso que eventualmente o jogo foi parado."

Os créditos da imagem são atribuídos à agência britânica "The Press Association", que tem a fotografia arquivada no site. A imagem foi captada no dia 2 de janeiro de 1954, durante um jogo de futebol que decorria entre duas equipas britânicas, o Arsenal e o Aston Villa.

Em suma, conclui-se que, apesar do episódio que ocorreu com Sam Bartram ser real, a imagem que se tornou viral não mostra este guarda-redes em 1937, mas sim o guarda-redes do Arsenal Jack Kelsey em 1954. Portanto, a fotografia é utilizada de forma descontextualizada.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falta de contexto: conteúdos que podem ser enganadores sem contexto adicional.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Descontextualizado
International Fact-Checking Network