A ativista pelo ambiente Greta Thunberg já foi chamada de pirralha por Bolsonaro e eleita "Pessoa do Ano 2019" pela revista TIME. Esta notória popularidade da jovem sueca tem motivado tentativas constantes de descredibilização, seja por fake news ou por notícias descontextualizadas ou enganadoras.

Esta semana começou a circular nas redes sociais um vídeo de uma rapariga, aparentemente num campo de treino, com uma metralhadora nas mãos. São alegadas parecenças inequívocas com Greta Thunberg e o vídeo tem sido partilhando incessantemente na Internet, como se da jovem se tratasse.

"A tal que se preocupa com o aquecimento, sabe atirar. Vê-se que tem treino...será que vai passar á luta armada. GUARDEM ESTE VIDEO. NAS OUTRAS REDES SOCIAIS TEM SIDO ELIMINADO... É NATURAL QUE AQUI NO FOICEBURKA TAMBÉM SEJA CENSURADO", pode ler-se na legenda num dos vídeos partilhado no Facebook, que conta já com mais de 27 mil visualizações.

Mas será Greta Thunberg a rapariga do vídeo?

Não. A rapariga do vídeo chama-se Emmy, tem 31 anos e também é sueca. A jovem fez o upload do vídeo para a sua conta do Twitter no dia 7 de dezembro. No vídeo completo, que tem 18 segundos, Emmy levanta-se no final. Aí pode concluir-se que as diferenças entre ela e Greta são bem maiores que as semelhanças.

A jovem adulta já fez vários tweets a brincar com a situação: "Então, fui ao cabeleireiro e quando voltei tinha-me tornado um meme no Brasil... Sejam bem vindos novos seguidores! Espero que gostem de mim, mesmo que eu não seja a verdadeira Greta."

Além disso, a jovem tem partilhado na sua conta vários artigos de fact-check sobre o assunto, como forma de sublinhar que não é a ativista Greta Thunberg a protagonista do vídeo.

Em suma, ainda que o vídeo seja autêntico, a informação que lhe está associada difunde uma falsidade. O autor da propagação da fake news cortou propositadamente os segundos finais da gravação, nos quais era possível concluir que dificilmente seria a ativista Greta Thunberg no vídeo.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network