O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Greta Thunberg apelou ao bloqueio de jardins em situação de guerra para impedir a invasão de plantas?

Ambiente
O que está em causa?
Nas redes sociais está a ser partilhado um vídeo do que aparenta ser a ativista sueca a defender a necessidade de transição para um conceito de guerra “vegano” - com “tanques sustentáveis”, “mísseis biodegradáveis” e granadas, também elas, “veganas”. Será verdadeiro?

Greta Thunberg tem ficado conhecida pelas suas posições acutilantes em defesa do meio ambiente. Agora, segundo um vídeo que está a circular nas redes sociais, terá proferido algumas declarações polémicas sobre a pegada ambiental associada a situações de conflito, em entrevista ao programa “The One Show”, da cadeia de televisão britânica BBC.

Nesse momento, segundo o “tweet” que já se tornou viral, partilhado a 23 de outubro, a ativista estaria a apresentar um novo livro da sua autoria, intitulado “Guerras Veganas”. E terá dito que existem “muitos novos conceitos para aviões de combate alimentados por baterias capazes de transportar mísseis biodegradáveis”. 

A jovem sueca terá acrescentado ainda o seguinte, numa altura em que as atenções a nível mundial se centram na guerra no Médio Oriente: “Se queremos continuar a travar batalhas, como seres humanos ambientalmente conscientes, temos de fazer a transição para tanques e armamento sustentáveis.” 

No vídeo, Greta Thunberg apela ainda ao bloqueio de “estradas de ligação a jardins e quintas, para que as plantas não sejam invadidas por estes tanques pesados”. E que, no caso de ser necessário recorrer a granadas nesses cenários bélicos, a opção passasse pelo uso de “granadas veganas”. 

greta

Confirma-se que a ativista sueca proferiu mesmo estas palavras?

Não. Segundo avançado inicialmente pela plataforma norte-americana de fact-checking “Snopes”, o vídeo em causa não passa de um “deepfake” e teve origem numa conta no YouTube, intitulada “Snicklink”, que divulga regularmente conteúdos satíricos ou para fins cómicos. No canto inferior direito destas imagens, bem como na legenda associada, fica claro o que está aqui em causa: uma “sátira”.

Os criadores recorreram à gravação de uma entrevista concedida por Greta Thuberg à BBC em novembro de 2022, no âmbito da promoção d’“O Livro do Clima”, da sua autoria. Nesse momento, falou sobre “como lidar com a ansiedade climática”, entre outros temas relacionados.

Só que os responsáveis pela página “Snicklink” associaram a estas imagens (reais) um áudio fabricado, com o objetivo de dar a entender que a ativista tinha mesmo defendido a necessidade de promover, por motivos ambientais, a transição para um tipo de guerra “vegano”. Ou seja, o vídeo foi manipulado.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque