O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Governo de Espanha “saiu na frente e decretou o fim da pandemia” de Covid-19?

Coronavírus
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Em publicações no Twitter destaca-se que o Governo de Espanha decretou o fim da pandemia de Covid-19, terminou com as restrições no país e declarou que a variante Ómicron é uma "gripe sazonal comum". Mas nenhuma destas informações é verdadeira.

“A Ómicron é uma gripe sazonal comum. Chegou o momento de decretar o fim da pandemia da Covid-19 no mundo. A Espanha saiu à frente e decretou o fim da pandemia. (…) A Espanha acaba de decretar fim à pandemia e considera Ómicron como uma gripe comum. Todas as restrições foram retiradas”, lê-se num dos tweets detectados pelo Polígrafo.

Verdade ou falsidade?

Na realidade, o Governo de Espanha, presidido por Pedro Sánchez, do PSOE, não decretou o “fim da pandemia”, não retirou todas as restrições e também não considerou que a variante Ómicron não passa de uma “gripe sazonal comum”. Esta fake news tem origem numa interpretação errada de declarações  recentesda ministra da Saúde espanhola, Carolina Darias, e de Sánchez.

No dia 12 de janeiro, Darias afirmou que a Espanha quer “liderar o debate” ao nível internacional para mudar a estratégia de abordagem à Covid-19, adotando “um novo sistema de vigilância, uma vez superada esta sexta vaga”, similar ao de outras doenças respiratórias como a gripe.

“Falo muito com os meus colegas europeus, que também vêem a necessidade de abrir novos horizontes. Precisamos de passar da vigilância de emergência para uma vigilância de maior qualidade, comparável à de outros fenómenos respiratórios”, explicou a ministra da Saúde.

No mesmo plano, o presidente do Governo disse que gostaria que a União Europeia estudasse a possibilidade de uma mudança na sua estratégia de gestão da pandemia, para que a Covid-19 venha a ser tratada como uma questão endémica e não pandémica, mas admitiu que estas mudanças só deverão ser implementadas depois de o surto de Ómicron terminar.

Em suma, apesar de o Governo de Espanha estar empenhado em estudar uma forma diferente de gerir a Covid-19, não é verdade que as restrições tenham sido retiradas no país vizinho, que a variante Ómicron tenha sido considerada uma gripe comum, nem que o fim da pandemia tenha sido decretado.

__________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque