O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Governo de Costa “em oito anos” recrutou mais “93 mil pessoas” para a Função Pública?

Política
O que está em causa?
De acordo com uma publicação no Facebook, o número de funcionários públicos em Portugal tem vindo a crescer substancialmente desde que, no final de 2015, tomou posse o primeiro Governo liderado por António Costa, do PS. Mais 93 mil funcionários públicos nos últimos oito anos? O Polígrafo verifica.
© Agência Lusa / Tiago Petinga

“[António] Costa há dois dias fez isto: Governo autoriza recrutamento de mais de 3.700 funcionários públicos qualificados em 2024. Deve ser para limpar o tal excedente [orçamental]. Costa em oito anos colocou na Função Pública 93 mil pessoas“, destaca-se num post de 28 de março no Facebook, indicado ao Polígrafo para verificação de factos.

Confirma-se que há mais 93 mil funcionários públicos em comparação com dezembro de 2015, quando Costa assumiu o cargo de Primeiro-Ministro?

De acordo com a “Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP) – 4.º Trimestre de 2023” (pode consultar aqui) da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), uma publicação trimestral de divulgação dos principais indicadores estatísticos sobre o emprego público, “a 31 de dezembro de 2023, o emprego no setor das Administrações Públicas situava-se em 745.406 postos de trabalho, refletindo um aumento de 0,4% em termos homólogos e de 1,0% face ao trimestre anterior”.

Em comparação com o início da série, no último trimestre de 2011, verifica-se um aumento de 2,4%, correspondente a mais 17.705 postos de trabalho ativos.

Os dados da DGAEP indicam que, em dezembro de 2015, registava-se um total de 659.138 postos de trabalho nas Administrações Públicas.

Ou seja, entre dezembro de 2015 e dezembro de 2023 verifica-se um aumento global de 86.268 postos de trabalho. Um valor que não corresponde ao indicado na publicação em causa, embora não esteja muito distante.

Pelo que aplicamos o selo de “Impreciso“.

___________________________

Avaliação do Polígrafo:

 

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque