O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Combustíveis Galp são mais baratos em Espanha do que em Portugal?

Economia
O que está em causa?
Nas redes sociais, alega-se que a portuguesa Galp está a praticar preços mais elevados no país de origem do que em Espanha. Sendo verdade que o preço médio de venda (PMV) dos combustíveis é maior em Portugal, tal só acontece após aplicados os impostos no mercado nacional.

“Portugal é ridículo ao ponto de a Galp, uma empresa portuguesa, conseguir ter preços mais baixos no estrangeiro [Espanha] do que no nosso próprio país”, destaca-se num tweet de 27 de abril. A imagem, anexada à publicação, mostra um painel com os preços dos combustíveis em vigor num posto de abastecimento em Espanha: 1,444 euros por litro de gasóleo e 1,644 euros por litro de gasolina.

De acordo com os últimos dados do Boletim petrolífero da Comissão Europeia, publicados no dia 24 de abril, um litro de gasolina 95 em Portugal custava em média, a 22 de abril, 0,902 euros sem impostos e 1,821 com impostos. Quanto ao gasóleo, o preço médio cifrava-se, na mesma data, em 0,864 euros por litro sem impostos e 1,608 euros com a carga fiscal aplicada.

No caso de Espanha, os valores são de 0,921 euros e 1,686 euros sem e com impostos, respectivamente, no caso da gasolina 95, e 0,909 euros e 1,558 euros também sem impostos no primeiro valor e com impostos no segundo para o gasóleo.

Ou seja, com base nestes valores, verifica-se que o preço dos combustíveis aumenta substancialmente quando aplicada a carga fiscal de cada país. No caso das gasolineiras portuguesas, os impostos refletem-se num preço superior ao aplicado em Espanha.

De acordo com o último boletim da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), relativo ao quarto trimestre de 2023, Portugal praticou um Preço Médio de Venda (PMV) da gasolina sem impostos de 4,6 cent/l inferior ao de Espanha.

Esta circunstância muda quando Portugal acrescenta os impostos ao PMV. De acordo com o boletim, o país “apresentou uma maior carga fiscal (52%) no contexto da Península Ibérica, razão pela qual o PMV português, com impostos, foi cerca de 10,0 cent/l superior ao de Espanha”.

Quanto ao gasóleo, verifica-se o mesmo: “Sem impostos, o preço médio nacional é 3,5 cent/l inferior ao do país vizinho. O peso fiscal em Portugal (45%) foi superior ao espanhol (41%), levando a que o PMV praticado em Portugal fosse 6,2 cent/l superior ao de Espanha.”

O relatório indica ainda que os PMV nacionais da gasolina 95 “são mais altos do que a média UE-27, ocupando o país a nona posição dos países com os preços mais altos” e, no caso do gasóleo, Portugal ocupa “o 14.º lugar dos preços mais altos” passando a “nona posição dos países com preços mais baixos” quando não é aplicada a carga fiscal.

Contactada pelo Polígrafo, a Galp esclarece que “a diferença essencial dos preços praticados em Portugal e em Espanha, não só pela Galp como por todos os operadores, é a carga fiscal que é aplicada aos combustíveis pelo Estado Português e pelo Estado Espanhol”, uma vez que a empresa “reflete a evolução das cotações internacionais com as diferenças decorrentes das especificidades da logística e da realidade de cada mercado”.

Ou seja, a Galp, tal como outras empresas petrolíferas, apresenta preços mais baratos em Espanha, mas tal deve-se às condições do mercado.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque