Após o Suíça-Portugal do passado domingo, algumas publicações nas redes sociais – uma delas já apagada – divulgavam uma fotografia do líder dos Super Dragões, Fernando Madureira, com a camisola da seleção nacional e o que parece ser um colar com um crachá de acreditação.

“Mais um escândalo. Fernando Madureira com acreditação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para assistir ao jogo. A promiscuidade à vista de todos.”, é a legenda da imagem que depois se disseminaria pelas redes.

A possível credenciação da Federação Portuguesa de Futebol estaria envolta ainda em maior polémica, agora (maio) que o líder da maior claque do FC Porto viu confirmada pelo Tribunal da Relação do Porto a pena de cinco meses de proibição de entrar em recintos desportivos pela prática de quatro infrações relacionadas com “atos de incitamento à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância, arremesso de objetos e uso de vestuário que incita à violência ou intolerância nos espetáculos desportivos”.

A fotografia em causa é do jogo do passado domingo?

Não. O Polígrafo verificou que a fotografia apresentada é de 2018, tendo sido publicada pelo jornal "Record". Foi tirada no dia 20 de junho, no Estádio Luzhniki (Moscovo), no jogo Portugal-Marrocos, relativo à 2ª jornada do Grupo B da fase final do Mundial de futebol de 2018.

Se analisada com mais pormenor, a fotografia também permite perceber que há vários adeptos com aquele colar que parece de credenciação, sendo que já um ano antes desse jogo a Federação Portuguesa de Futebol se demarcara da claque (não legalizada) que apoiava a seleção nacional: os Ultras Portugal (também chefiada por Madureira).

Finalmente, e quanto a 2022, conforme noticiou o jornal "O Jogo", Fernando Madureira esteve mesmo presente no jogo disputado em Genebra, para a Liga das Nações, mas sem credenciação e sem correspondência com a fotografia publicada nas redes sociais. A interdição ao líder dos Super Dragões imposta pela Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto e confirmada por dois tribunais não é aplicável a recintos desportivos fora de Portugal.

Em suma, é falso que a fotografia em causa seja referente ao Suíça-Portugal do passado domingo e que a FPF tenha credenciado Fernando Madureira para estar presente nesse jogo. A imagem é de um jogo de 2018, no Mundial da Rússia.

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
International Fact-Checking Network