A denúncia foi feita no grupo "Caldas da Rainha e Região Oeste" e questiona o porquê de a Comissão de Utentes do hospital das Caldas da Rainha ainda não se ter pronunciado. À publicação, anexam-se duas fotografias de um corredor do referido hospital. Na imagem podem ver-se paredes com bolor (muitas delas já sem pintura) e o teto aparentemente a ceder.

"Porque não se pronuncia a "pseudo" comissão de utentes do hospital? Ou só serve para elogiar a câmara municipal?", pode ler-se na publicação sob análise.

A "Comissão de Utentes Juntos pelo nosso Hospital Centro Hospitalar do Oeste" acabou por se pronunciar na publicação, afirmando que "não se prenuncia [SIC)] sobre esta matéria na rede pois não ajuda em nada a encontrar soluções, e sim estamos a par dos reais problemas e estamos a acompanhar as soluções. Estamos convencidos que somos mais úteis na solução, do que em denunciar os problemas."

Mas serão as fotografias autênticas? Verificação de factos.

Fonte oficial da Comissão de Utentes declarou numa nota ao Polígrafo que "há vários anos que esta situação é conhecida e pontualmente tem sido resolvida. Estamos a falar de uma lage com infiltrações e cuja reparação obriga a uma intervenção profunda." E adiantam: "A Comissão já contactou a Administração do CHO que está muito preocupada até porque da parte da Senhora Ministra da Saúde não há mais disponibilidade de verbas para obras uma vez que está prevista a Construção de um Novo Hospital. Já foi pedida uma audiência por parte da Comissão à Senhora Ministra da Saúde."

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) confirmou ao Polígrafo a "existência de um corredor no Hospital com infiltrações" desde o ano de 2009. Segundo a mesma fonte "está ser desenvolvido o procedimento para a realização da obra", porém destacam que "apenas pode ser realizada com boas condições climatéricas, no final da primavera ou no verão."

O mesmo hospital frisa que "não é um local de espera ou de internamento de utentes", mas sim um corredor de passagem.

Embora aparente existir alguma contradição entre os discursos das duas entidades, uma vez que a Comissão de Utentes afirma que "não há mais disponibilidade de verbas para obras" e o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste garanta que "está a ser desenvolvido o procedimento para a realização da obra", podemos assumir que a publicação é verdadeira, uma vez que as fotografias foram de facto tiradas no Hospital das Caldas da Rainha.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network