“Os seres inteligentes evoluem! É bom ver que a nova ministra antes frequentava a festa do Pontal do PSD, mas agora deixou-se dessas companhias”. Este é o texto que nos últimos dias tem vindo a ser partilhado em vários grupos de WhatsApp ligados ao Partido Socialista (PS). A acompanhar o texto está uma foto da nova ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, sentada numa mesa enquanto decorria a tradicional festa anual de rentrée política do PSD.

Vários leitores do Polígrafo solicitaram uma verificação da autenticidade da imagem.

Sim, confirma-se que é verdadeira e foi originalmente publicada pelo jornal “Notícias de Coimbra”, na sua edição de 16 de agosto de 2015, no âmbito de uma reportagem sobre o evento que marca o arranque do ano político dos sociais-democratas.

Em meados de 2014, Ana Abrunhosa foi nomeada pelo então primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, do PSD, para o cargo de presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCRDC). Mais, nas eleições autárquicas de 2013 foi eleita deputada municipal em Mêda, nas listas do PSD, embora na qualidade de independente.

O passado político ligado ao PSD da nova ministra da Coesão Territorial de um Governo liderado pelo PS está a gerar incómodo e controvérsia entre as hostes socialistas, patente nas mensagens e comentários em torno desta fotografia que se espalhou via WhatsApp.

Na fotografia em causa, Ana Abrunhosa surge ao lado de Castanheira Neves, advogado de Coimbra que, aliás, defendeu a própria Ana Abrunhosa no âmbito de um processo em que foi acusada de difamar Pedro Saraiva, o seu antecessor na presidência da CCDRC. Em maio de 2019, Ana Abrunhosa e o seu ex-marido Luís Borrego - ambos acusados pelo Ministério Pública de difamação e denúncia caluniosa visando Pedro Saraiva - acabaram por ser absolvidos.

.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro