São inúmeras as publicações em que se partilha uma fotografia alegadamente de um dos protestos de apoiantes de Jair Bolsonaro, Presidente brasileiro. A descrição das publicações é sempre semelhante: "Você não verá essa imagem na Grande Imprensa! Rio de Janeiro neste momento!"

As partilhas foram realizadas durante o dia 7 de setembro, quando é comemorado o Dia da Independência do Brasil. Este ano, várias manifestações pró-Bolsonaro saíram para as ruas de várias cidades do país da América do Sul. Nesta publicação em concreto indica-se ainda que a manifestação acontecia em Copacabana.

A fotografia é atual?

Não. A imagem já foi verificada pelo AFP Checamos, serviço de verificação de factos da Agence France-Presse (AFP) em português, que a considerou autêntica mas não atual, ou seja, a fotografia em causa não diz respeito aos protestos de 7 de setembro deste ano.

A partir de uma pesquisa inversa pela imagem no Google conclui-se que a mesma fotografia foi publicada no dia 13 de março de 2016 pela Agência Brasil e foi captada pela fotógrafa Tânia Rêgo. A fotografia retrata, na verdade, protestos realizados nesse mesmo dia contra a então presidente do Brasil Dilma Rousseff. As principais motivações dessa manifestação eram o combate à corrupção e o impeachment de Dilma Rousseff.

De acordo com notícias de 2016, os organizadores informaram que a manifestação contou com cerca de 1,5 milhões de participantes. Quanto ao protesto deste ano em Copacabana, estima-se que estiveram apenas 20 mil pessoas no mesmo local.

Um dos elementos que confirmam a antiguidade da fotografia é um cartaz presente na imagem em que se lê “Apoio ao juiz Moro”. Sérgio Moro era um juiz do Tribunal Regional Federal da 4ª Região e comandava o julgamento em primeira instância dos crimes da operação Lava Jato. Entre os acusados estava Lula da Silva, ex-Presidente do Brasil. Nesse sentido, o juiz era uma das figuras importantes para os manifestantes.

  • Vídeo mostra criança a elogiar Bolsonaro num evento de apoio a Lula da Silva?

    "Criança é convidada para discursar para Lula e elogia Bolsonaro", destaca-se na legenda de um vídeo que tem sido amplamente partilhado nas redes sociais. O áudio do vídeo parece confirmar a descrição, apesar de estar ao lado de Lula da Silva, as palavras da criança parecem indicar que está a elogiar Jair Bolsonaro. Este conteúdo é verdadeiro?

Moro aliou-se, posteriormente, a Jair Bolsonaro, tendo assumido o Ministério da Justiça e Segurança Pública, quando o atual Presidente brasileiro foi eleito. Contudo, em abril de 2020, o ex-magistrado pediu a demissão do cargo e acusou Bolsonaro de tentar interferir em investigações policiais.

Atualmente, Moro é um alvo de críticas por parte dos apoiantes de Bolsonaro e é visto como um possível adversário nas eleições presidenciais de 2022. Assim, seria estranho que os manifestantes pró-Bolsonaro tivessem um cartaz de apoio a Sérgio Moro.

Conclui-se assim que a fotografia partilhada no Facebook é de 2016 e não do último dia 7 de setembro. Ou seja, a publicação é falsa.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network