"Aqui fica a mais recente máquina de prevenção rodoviária ao serviço da ilustre brigada de trânsito. Sem fios, sem estar ligado ao carro e sem carro por perto", denuncia-se numa publicação com mais de 800 partilhas e mais de 900 reações no Facebook.

Na fotografia está a referida "máquina" suportada por um tripé e sem qualquer fio à vista. O radar aparece aparentemente escondido entre alguma vegetação e na imagem não se vê nenhuma viatura ou elemento das autoridades policiais.

Este tipo de equipamento existe?

Contactada pelo Polígrafo, fonte oficial da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma a possibilidade, embora não possua o equipamento. "Relativamente ao aparelho na imagem, da observação efetuada, afigura-se-nos tratar-se de um cinemómetro-lidar portátil, equipamento este que a PSP não dispõe", garante.

"Quanto à instalação e funcionamento, pese embora a PSP privilegie a instalação em viatura, pode perfeitamente ser instalado e utilizado em tripé, quer se trate de cinemómetro radar quer se trate de cinemómetro-lidar sendo a sua colocação efetuada de acordo com as especificações técnicas do equipamento e despacho de aprovação do respetivo modelo", explica a mesma fonte.

Ainda que possa ser utilizado sem monitorização no local por parte de um elemento da autoridade, a mesma fonte salienta que "nas ações de controlo de velocidade realizadas pela PSP existe sempre supervisão direta de polícias".

Também contactada pelo Polígrafo, fonte oficial da Guarda Nacional Republicana (GNR) informa que "utiliza este tipo de radar" e que se trata de um "Cinemómetro Laser Technology TruCAM LTI 20/20".

"A colocação dos radares obedece a requisitos técnicos e o seu bom funcionamento é garantido em permanência por um militar, normalmente no interior de uma viatura, à qual o radar se encontra conectado, via ligação por cabo ou wireless", garante a mesma fonte.

A GNR explica que "a colocação e operação dos referidos equipamentos é uma responsabilidade das Forças de Segurança, salientando-se que o registo da velocidade instantânea é feito através de equipamentos homologados e metrologicamente verificados, constituindo esse registo o meio de prova da prática de uma contraordenação".

De acordo com o despacho de aprovação do aparelho, o cinemómetro funciona "sobre um tripé e autónomo, para medição de velocidades de veículos automóveis, em qualquer sentido de circulação, aproximação ou afastamento, que se baseia numa medição de distância aos veículos por impulsos de laser, até 320 km/h, com uma divisão de indicação de 1 km/h".

Em suma, é verdade que existem radares de medição de velocidade que não precisam de ligações por fios nem supervisão humana no local. Ainda assim, a PSP garante que não dispõe deste tipo de equipamento e que prefere a monitorização direta de polícias nas ações de controlo de velocidade.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network