"Sobre o meu futuro político, encontro-me a analisar convites de outros partidos, VERDES, PS e PSD, é o reconhecimento do trabalho que tenho desenvolvido a nível parlamentar", lê-se num tweet que parece ser da autoria da deputada não inscrita Cristina Rodrigues.

A fotografia de perfil e o nome de utilizador correspondem aos que figuram na conta oficial no Twitter da ex-deputada do PAN.

Noutro tweet que está a circular nas redes sociais destaca-se: "Que fique claro que não estou a pensar voltar ao PAN. Estou só a falar sobre uma realidade para que há muito já havia alertado. Há muita hipocrisia no partido, não me revejo nisso."

"Pois, eu avisei, a Inês Sousa Real era uma péssima opção. Agora que começou a vir a lume o caso das estufas...Vamos ver se chegam a outros casos. Pode ser o fim de um era. A ambição mata", lê-se em outro tweet que também está a ser partilhado.

No Facebook, são várias as publicações que reúnem os alegados posts da deputada. "Queres é tacho! Vais dizer que não sabias que o PAN é uma coisa sem cabeça, tronco e membros", acusa um utilizador que partilhou dois dos tweets em análise.

Contactada pelo Polígrafo, Cristina Rodrigues desmente ser a autora destas publicações, relembrando que apenas fez uma publicação, que ainda continua online, sobre a polémica que envolve Inês Sousa Real e a sua participação em empresas agrícolas. "Vá malta, já chega. Deixem a Inês Sousa Robles em paz. (Desculpem não resisti)", lê-se na publicação que partilhou no dia 16 de novembro.

"É alarmante que alguém se esteja a fazer passar por mim, com a agravante de as montagens estarem bastante realistas. É também notório que quem está a fazer estes tweets pretende denegrir a minha imagem, não vejo outra razão", afirma a ex-deputada do PAN.

Questionada sobre a origem destas publicações falsas, Cristina Rodrigues responde que, apesar de ter apenas suspeitas, irá apresentar queixa às autoridades.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network