"O estudo estima que mais de 15 milhões de pessoas morrerão no primeiro ano do surto, que teve origem na China em dezembro do ano passado. As estimativas apontam que a Índia e a China perderão milhões de pessoas, e que nos Estado Unidos da América (EUA) sejam registados cerca de 23 mil óbitos", indica-se no texto da publicação.

"Os investigadores referem ainda que as mortes estimadas pelo novo coronavírus podem comparar-se a uma temporada regular de gripe nos EUA, visto que morrem cerca de 55 mil pessoas a cada ano", sublinha-se?

Verdade ou falsidade?

O estudo em causa - intitulado como "Os impactos macroeconómicos globais da Covid-19: Sete cenários" - foi publicado no dia 4 de março de 2020 na Social Science Research Network, uma plataforma dedicada à publicação de investigações e pesquisas ainda em fases iniciais de desenvolvimento.

Realizado pela Universidade Nacional da Austrália, o estudo analisa sete cenários em como o surto da Covid-19 poderá afetar a riqueza mundial, com vários modelos de gravidade. No modelo de baixa gravidade, os investigadores estimaram uma perda global do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,3 biliões de dólares, com um número estimado de mortes de 15 milhões de pessoas.

"Mesmo no melhor dos cenários (coluna S04), estimam-se cerca de 15 milhões de mortes. Para os EUA, a estimativa é de 236 mil. Estas mortes por Covid-19 podem ser comparadas a uma temporada de gripe influenza nos EUA, onde cerca de 55 mil pessoas morrem anualmente", apontam os investigadores.

No pior dos cenários, o surto do novo coronavírus poderá provocar a morte de mais de 68 milhões de pessoas em todo o mundo (coluna S06), sendo a China o país mais afetado com mais de 1 milhão de mortes. Neste mesmo panorama, o PIB sofreria uma perda global de 9 biliões de dólares.

Importa referir que este estudo não foi revisto por pares (processo em que o trabalho científico é remetido ao escrutínio de especialistas da mesma área que o autor), o que acaba por pôr em causa a qualidade da investigação. De qualquer modo, não deixa de ser verdade que, num dos cenários analisados pelos investigadores, estima-se que possam morrer 15 milhões de pessoas por Covid-19 no primeiro ano de pandemia, ao nível global.

De acordo com os dados oficiais, neste momento registam-se mais de 3,5 milhões de casos confirmados por Covid-19, à escala mundial. Mais de 1 milhão de pessoas recuperaram e quase 250 mil morreram.

_____________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network