A acreditar numa corrente viral que se propagou nas redes sociais brasileiras, Henrique Amorim, uma das principais vedetas da estação televisiva Record, foi demitido por delito de opinião. Isto porque, adianta o post no Facebook onde tudo começou, “Paulo Henrique Amorim caiuuuu... Record mandou embora após ele falar que Sérgio Moro era um analfabeto.”

Sergio moro

Será?

Sérgio Moro é um dos ministros com mais peso político do governo liderado por Jair Bolsonaro. Foi ele quem liderou a conhecida Operação Lava-Jato, no âmbito da qual alguns dos maiores políticos e empresários do Brasil – entre eles o ex-presidente Lula da Silva – foram presos, acusados de corrupção.

Conhecido pelas suas posições políticas esquerdistas, Henrique Amorim não se tem inibido de as propagar, nomeadamente no seu podcast “Conversa Afiada”. Foi o que fez no passado dia 2 de abril, quando publicou um texto que intitulou “A elite deixou um analfabeto destruir o Brasil”. E quem é o alegado analfabeto? Sérgio Moro, o super-juíz entretanto convertido em ministro da Justiça brasileiro.

lava jato
A Operação Lava-Jato tornou Sérgio Moro uma das pessoas mais populares do Brasil

Fique com algumas passagens do texto da polémica:

"Olá, tudo bem?Esse podcast é sobre um analfabeto que governa o Brasil.
Não é Ele.
É outro: o Moro.
Moro troca "cônjuge" por "conge".
Troca "sob" por "sobre".
Numa cerimônia no Supremo, chamou a "Câmara" dos Deputados de "Câmera" dos Deputados.
Filho de uma professora secundária de Inglês, no interior do Paraná, ele se acha qualificado para dar palestras em Inglês nos Estados Unidos, quando o chamam de Judge Murrow.
O Judge Murrow, por exemplo, provoca risos quando tenta descrever uma cena do filme "Poderoso Chefão" e pronunciar Massachusetts.
Não é apenas ridículo.
É constrangedor.
Tanto quanto os poemas líricos do Temer e o improviso do Bolsonaro em Davos e em Jerusalém.
O caso do Moro é mais grave, porém.
Trata-se de um analfabeto."
(...)
"Depois se perguntam como é que sociedades complexas e cultas como a Alemanha e a Itália se deixaram seduzir por Hitler e Mussolini.
Há uma diferença.
Hitler e Mussolini não eram analfabetos."
Apesar da contundência das palavras do apresentador, não é verdade que este tenha sofrido represálias por causa disso. O site brasileiro de fact-checking boatos.org investigou o tema e concluiu que o apresentador não foi demitido – e a prová-lo está o facto de já ter apresentado o conhecido programa “Domingo Espetacular” desde que a sua demissão foi dada como garantida.

Ainda segundo o boatos.org, é verdade que a situação do apresentador não está particularmente sólida na estação, numa altura em que se discutem planos de reformulação do programa­ – e uma das mudanças em cima da mesa será mesmo a sua substituição. Mas esta nada terá a ver com os alegados “exageros verbais” de Henrique Amorim sobre Sérgio Moro.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso