"Então e ninguém fala dos 280 convidados do Costa no Resort da Penha Longa para o casamento da filha", questiona-se numa publicação com mais de uma centena de partilhas no Facebook.

Facebook

O casamento da filha do primeiro-ministro realizou-se mesmo em plena pandemia e reuniu quase três centenas de pessoas em Sintra?

A resposta é não. Questionada pelo Polígrafo, fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro assegura que "o casamento não se realizou " e acrescenta que o mesmo "foi adiado para o próximo ano". A cerimónia tinha data marcada para dia 12 de setembro mas foi reagendada para 2021 por causa das limitações impostas à organização destes eventos pelas medidas de combate à pandemia de Covid-19.

A publicação surge numa altura em que António Costa e a Direção-Geral da Saúde revelaram que 68% dos novos casos de Covid-19 surgem em contexto familiar, nomeadamente em encontros e celebrações. Esta é mesmo uma das motivações para a imposição de limites à circulação na via pública no período noturno e ao fim-de-semana que passaram a vigorar com o Estado de Emergência decretado no dia 6 de novembro.

Conclui-se que a publicação foi criada com o intuito de enganar e espalhar desinformação. O casamento da filha do primeiro-ministro não se realizou, não havendo assim a alegada festa que teria reunido 280 convidados no Hotel da Penha Longa.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network