O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Este vídeo mostra Embaixada de Israel no Bahrein a ser incendiada?

Guerra Israel-Hamas
O que está em causa?
Uma fachada em chamas, num vídeo publicado no X/Twitter, é identificada como sendo de uma Embaixada de Israel, num suposto ato de retaliação ocorrido no Bahrein e que amplia o conflito Israel/Hamas a todo o mundo árabe. Verdadeiro ou falso?

O vídeo, curto, mostra um edifício em chamas que é identificado nas redes sociais como sendo da Embaixada israelita no Bahrein, o país insular entalado entre a Arábia Saudita e o Qatar.

Nada nas imagens permite fazer a associação a uma representação diplomática de Israel. Além desta lacuna, há duas provas concludentes de que a informação veiculada é falsa.

O mesmo incêndio já tinha sido referenciado, a 6 de novembro de 2012, no Facebook, aludindo ao sitiar e posterior fogo posto de uma esquadra de polícia na região de Sitra, no Bahrein. 

Embora o momento mostrado nas imagens de 2012 não apareça no clip aqui verificado (de 11 segundos), é perfeitamente visível numa versão mais longa do vídeo (de 1m15s) publicada na rede X/Twitter, a 20 de outubro (aos 22 segundos).

Já a 5 de novembro de 2012, uma notícia da United Press International dava conta de uma onda de vandalismo no Bahrein em consequência da proibição de comícios e reuniões públicas decretada pelas autoridades, citando como um de vários exemplos o lançamento de “cocktails Molotov” para a esquadra de polícia em Sitra.

Por outro lado, Israel não tem sequer representação diplomática no Bahrein, como de resto sucede na esmagadora maioria dos países árabes.

É, pois, falso que as imagens do edifício em chamas no Bahrein publicadas nas redes sociais sejam da embaixada de Israel (que, de resto, não existe). Trata-se, antes, de uma esquadra de polícia, destinatária dos protestos da população (devido a medidas governamentais).

___________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque