"Monte de Caparica", destaca-se numa das partilhas do vídeo no Facebook (7 de janeiro). "Como está o nosso país", comenta-se noutro exemplo de partilha do vídeo, desta feita na rede social X (9 de janeiro). Tornou-se viral nos últimos dias, acumulando milhares de interações, mas há quem duvide que tenha sido realmente captado em Portugal, ou que seja recente.

É um breve clip de vídeo com 33 segundos de duração. Nas imagens parece ver-se um indivíduo a circular de bicicleta sobre uma ferrovia, obrigando um comboio a parar. Dirige-se depois até à carruagem da frente para confrontar o maquinista (não tem som, mas os gestos e expressões faciais sugerem eventuais insultos) e acabando por dobrar as escovas limpa-vidros.

Confirma-se que este vídeo foi gravado no Monte de Caparica?

Não. De acordo com o jornal "Le Parisien", tudo aconteceu na manhã de dia 14 de setembro de 2019 na avenida de Verdun, em Villeneuve-la-Garenne. O momento foi filmado do lado de dentro do comboio (linha de Metro de Superfície) e publicado nas redes sociais, viralizando rapidamente.

O homem circulava numa bicicleta entre as linhas da ferrovia e, quando advertido pelos sinais sonoros do comboio - que foi obrigado a parar pela presença do ciclista - largou a bicicleta, virou-se contra o motorista e danificou as escovas do limpa pára-brisas do vidro da frente. Depois virou costas e continuou a circular na ferrovia.

Segundo o mesmo jornal, a atitude do homem foi motivada por não lhe ter sido permitida a entrada no meio de transporte com a bicicleta na estação Chemin des Reniers. "Uma recusa de acesso ao comboio com bicicleta", apontou a RATP, empresa responsável pelos transportes públicos em Paris e arredores, que condenou "esta agressão e a degradação dos equipamentos". A autoridade terá apresentado queixa sobre o sucedido.

O vídeo foi também partilhado no dia 17 de setembro de 2019 no site do jornal britânico "Daily Mail". Este informava que um homem "vestido com um casaco do AC Milan, circulava numa bicicleta entre as linhas da ferrovia" nos arredores de Paris, em França.

Em suma, não é recente, nem a situação ocorreu no Monte de Caparica ou sequer em Portugal.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.