O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Especial 25 de Abril. Estas imagens fazem uma comparação fidedigna entre Portugal no antes e pós-revolução?

Sociedade
O que está em causa?
Para celebrar os 50 anos da madrugada que mudou Portugal, o Polígrafo dedica-se a um "Especial 25 de Abril", com artigos sobre o antes e o depois da Revolução dos Cravos.

“Se os bots de extrema-esquerda podem fazer este exercício, eu também posso”: o comentário é feito por um utilizador na rede social X/Twitter, na véspera das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974. Por essa via, celebra-se, em tom irónico, aquelas que terão sido as conquistas da Revolução dos Cravos.

Isto porque, segundo mostram duas imagens que terão sido captadas no país, comparando aquilo que seria “Portugal antes do 25 de Abril” ao que é, agora, “Portugal depois do 25 de Abril”, a evolução não terá sido assim tão positiva. Tendo resultado num Estado que, segundo as fotografias, terá regredido, nomeadamente, no que diz respeito à qualidade das suas infraestruturas.

Mas é possível dizer que estas imagens fazem uma comparação fidedigna entre Portugal no antes e pós-25 de Abril?

Através de pesquisa reversa, identifica-se que a primeira das fotografias, que dirá respeito a “Portugal antes do 25 de Abril”, foi captada na Praça dos Restauradores, em Lisboa. Uma imagem que terá sido publicada online, pela primeira vez, a 10 de maio de 2017, no blog “Lisboa em antigas imagens” – e que se trataria de um “postal antigo” que retrataria a famosa praça localizada na Baixa Pombalina nos “anos 60”. Ou seja, de facto, anteriormente à Revolução dos Cravos.

Porém, a segunda das fotografias terá sido captada num contexto bastante específico – e num local muito diferente do que o exibido na imagem anterior. Uma nova pesquisa reversa possibilitou a identificação da imagem numa reportagem publicada, a 5 de fevereiro de 2019, na “Notícias Magazine”, do Global Media Group. Um trabalho que pretendia retratar as condições de vida dos residentes na Quinta Vale de Chícharos, “popularmente conhecido por bairro da Jamaica”, no Seixal – durante muito tempo o maior bairro ilegal do país.

Além disso, facto é que agora, em 2024, a realidade deste bairro já é bem diferente. Em fevereiro deste ano, apenas o lote 6 da Quinta Vale de Chícharos permanecia de pé, após todos os restantes edifícios, que permaneceram durante décadas inacabados, terem sido demolidos, segundo o “Diário de Notícias”. Uma iniciativa que levou a um acordo de colaboração assinado entre esta Câmara Municipal e o Governo que possibilitou, desde 2018, o realojamento de cerca de 800 pessoas (241 famílias) em outras zonas do concelho.

Ou seja, as duas imagens analisadas fazem uma comparação totalmente descontextualizada e, além do mais, infundada sobre aquilo que seria Portugal “antes” e “depois” do 25 de Abril. Pelo que a alegação merece o carimbo “Pimenta na Língua”.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque