Um vídeo propagado nas redes sociais sugere que estão a ser vendidos diversos animais num mercado em Wuhan onde supostamente surgiu o coronavírus.

"Este é o mercado de Wuhan na China, de onde vem o coronavírus", pode ler-se na legenda.

Mas será verdade? Verificação de factos.

Se atentarmos aos detalhes do vídeo, veremos que o mercado é ao ar livre. O mercado onde se suspeita ter surgido o coronavírus dá pelo nome de "Huanan Seafood Market" e é coberto.

© Kyodo

Além disso, no início da gravação, há uma legenda que diz "Pasar EXTREME Langowan". Pesquisando por "Pasar Langowan" num motor de busca chegamos à conclusão que o mercado se situa na Indonésia.

O vídeo sob análise foi republicado. O original foi lançado a 19 de julho de 2019, ou seja, muito antes do surto do coronavírus. Aos 20 segundos da gravação pode ler-se num cartaz as palavras "KANTOR PASAR LANGOWAN". Recorrendo a um tradutor chegamos à conclusão que significam "Escritório do Mercado de Langowan" - e já pudemos comprovar que Langowan se situa na Indonésia.

Em suma, o vídeo difundido nas redes sociais está a propagar falsidades, uma vez que não foi filmado na China mas sim na Indonésia.

***

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network