O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Esta imagem mostra jogadores de futebol do Dínamo de Kiev com fardas militares e armados?

Ucrânia
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Uma fotografia de um grupo de homens com fardas militares e armas tem circulado nas redes sociais na última semana. As publicações alegam que se trata da equipa de futebol do Dínamo de Kiev, que terá abandonado os relvados para defender a Ucrânia.

“Isto é lindo! Muitos jogadores da bola pegavam nas malas e siga para um paraíso tropical até a tempestade passar… Estes senhores não! Amor ao país e à camisola!”, elogia o autor de uma publicação no Facebook, de 2 de março.

São ainda partilhadas três fotografias, sendo que a primeira se tornou viral nas redes sociais. Na imagem surge um grupo de mais de 20 homens com fardas militares e armas. Por cima da imagem, surge um novo texto onde pode ler-se: “Equipa do Dínamo de Kiev larga as chuteiras e veste farda militar em defesa do seu país. Amor à Pátria acima de qualquer coisa. Parabéns guerreiros por lutarem fora das quatro linhas.”

Verdade ou falsidade?

O gabinete de comunicação do Dínamo de Kiev assegurou à agência Reuters que nenhum futebolista do clube está representado na fotografia que tem circulado nas redes sociais.

A fotografia foi originalmente publicada na página de Instagram do “Gonor” or “Гонор”, um grupo nacionalista de direita da Ucrânia, a 24 de fevereiro, dia em que a Rússia invadiu o país. Na legenda da fotografia pode ler-se: “Boa noite a todos. Morte aos invasores! Glória à Nação!!!”.

A fotografia foi depois partilhada na conta de Instagram de Serhii Sternenko, o antigo líder de um grupo de extrema-direita “Right Sector”. O também membro do “Gonor”, presente na fotografia, confirmou à Reuters: “Somos membros do ‘Gonor’, não do Dínamo de Kiev“.

A Reuters identificou pelo menos três outras pessoas na fotografia que já apareceram em filmagens relacionadas com o grupo nacionalista ucraniano.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações “Falso” ou “Maioritariamente Falso” nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes