Pródigos em criar fake news nas redes sociais, os brasileiros inventaram, na semana passada um rumor sobre uma das principais vedetas do país: a atriz Paolla Oliveira, que neste momento é uma das protagonistas da novela “A Dona do Pedaço”, na TV Globo. Alegadamente, a atriz seria a protagonista de um tórrido vídeo pornográfico que foi partilhado milhares de vezes na internet.

A notícia correu o Brasil, mas tinha um problema: qualquer semelhança entre ela e a verdade é mera coincidência. Na verdade, Paolla com a atriz pornográfica americana Veronica Radke, de 26 anos. Na sua conta no Instagram, a atriz não escondeu a revolta.

Mas terá sido esta a primeira vez que Paolla Oliveira foi um alvo fácil das redes sociais?

A resposta é não. Em março de 2018, fotos de Paolla Oliveira completamente nua, feitas clandestinamente durante as gravações da série Assédio, em São Paulo, circularam nas redes sociais. A atriz manifestou o seu repúdio e apelidou o autor das imagens de criminoso.

Na imagens, Paolla aparecia de costas e de lado despindo a lingerie. A Globo apresentou queixa nas autoridades e anunciou que iria reforçar as medidas de segurança nos estúdios de gravação.

No seu perfil no Instagram, Paolla manifestou sua indignação, num texto acompanhado de uma foto com a seguinte inscrição: "Até quando?".

“Em um ambiente controlado, fechado e profissional, um criminoso (não há outra palavra que o defina, pois o que foi feito é crime) resolveu fazer fotos clandestinas de um momento mais sensual da série e divulgar em redes sociais. O que para mim é trabalho se transformou em oportunidade para alguém tentar tirar vantagens. O que esta pessoa ganhou com isso? Dinheiro, fama, cliques, likes, popularidade? Pouco importa. Pois o que ele (ou ela) fez para obter isso é crime previsto na lei”, desabafou.

Avaliação do Polígrafo: Falso

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network