Pela internet circulam inúmeras citações falsamente atribuídas a grandes nomes da história. Entre as principais “fontes de inspiração” está Albert Einstein, o físico alemão que desenvolveu a teoria da relatividade geral.

“Temo o dia em que a tecnologia irá superar a nossa interação humana. O mundo irá ter uma geração de idiotas”, pode ler-se sobre uma fotografia de Einstein que surge acompanhada de uma imagem – que supostamente representa a atualidade – onde um grupo de jovens estão colados ao smartphone sem interagirem.

Existem pequenas variações da suposta citação e das imagens que a acompanham, mas o sentido mantém-se: Einstein atribui à tecnologia a responsabilidade de criar uma “geração de idiotas”. No entanto não só não há qualquer registo de que o académico tenha sido o autor dessa frase como é sabido que Einstein era um apoiante confesso do investimento na produção de tecnologia.

Segundo o Quote Investigator – uma plataforma que se dedica a confirmar a autoria de citações – “não existe prova substancial de que Einstein tenha proferido essas declarações”. Uma das fontes citadas pela plataforma é o livro “The Ultimate Quotable Einstein”, publicado pela Universidade de Princeton, e que reúne a coletânea de declarações do físico.

Segundo o site de verificação de factos Politifact, a citação circula na internet desde 2012. Nessa altura, foi publicada em websites como o answerbag.com (a 21 de outubro de 2012) e o imfunny.net (a 3 de novembro de 2012), mas, entretanto, as publicações foram apagadas.

A origem da citação não foi identificada. No entanto existe uma semelhança entre a parte inicial da declaração e uma cena do filme “Powder” (1995). No filme, a personagem Donald Ripley (interpretado por Jeff Goldblum) diz que “tornou-se espantosamente claro que a nossa tecnologia superou a nossa humanidade”, ao que Powder (Sean Patrick Flanery) responde “Albert Einstein”. Apesar de a obra cinematográfica ter estreado em 1995, o segmento do filme que retrata esta conversa foi publicado na plataforma Youtube em janeiro de 2012, o mesmo ano em que a citação começou a ser partilhada.

Mesmo sendo um apoiante do avanço tecnológico, Albert Einstein escreveu, numa carta enviada a Otto Juliusburger – psiquiatra alemão e amigo do físico – a 11 de abril de 1946, que acreditava que “a abominável deterioração dos padrões éticos decorre principalmente da mecanização e da despersonalização das nossas vidas – um desastroso produto da ciência e da tecnologia. Nostra culpa!”.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Pimenta na Língua