É um dos maiores mitos urbanos postos a correr nas redes sociais, onde tem milhares de partilhas: não há registos de mortes de chineses residentes em Portugal.

Como sucede com todos os mitos, este é susceptível de ser interpretado com uma imaginação suplementar, dependendo de quem o partilha. Há quem diga que os cadáveres são enterrados secretamente; quem garanta que os corpos são desmembrados ou quem defenda que os mortos são ocultados para que os documentos possam ser usados por imigrantes ilegais”.

china

Este é o mito. Agora a realidade:

De acordo com dados do INE, desde o ano de 2010 foram registados os seguintes óbitos de cidadãos chineses residentes em Portugal:

  • 2010: 10
  • 2011: 9
  • 2012: 13
  • 2013: 11
  • 2014: 8
  • 2015: 13
  • 2016: 5
  • 2017: 13
  • 2018: 11

 Ou seja: confirma-se - morrem, afinal, cidadãos chineses em Portugal, onde a sua comunidade é hoje constituída por cerca de 23 mil pessoas, também segundo o INE. A razão pela qual se regista um número baixo de óbitos de cidadãos chineses em Portugal é de natureza cultural.

Francisco Moita Flores, que muitos portugueses conhecem como ex-presidente da Câmara Municipal de Santarém, é também um historiador e estudioso sobre a forma como se lida com a morte nas sociedades orientais. O ex-político explicou ao Polígrafo que este número é justificado pelo facto de os orientais terem uma grande ligação às suas raízes. “Quando sentem que estão a chegar à fase final das suas vidas, por velhice ou por padecerem de um problema de saúde potencialmente mortal, voltam à terra onde nasceram. No quadro oriental, a terra é encarada como a raiz da alma daquelas pessoas. No Oriente, um morto faz parte da família como se estivesse vivo”, diz o também criminologista.

china

O Presidente da Liga dos Chineses em Portugal, Yping Chow, confirmou que é habitual os chineses regressarem ao país de origem, embora também existam casos em que isso não sucede: “Os chineses que têm família cá morrem em Portugal e aqui são cremados e sepultados”, afirmou ao Polígrafo.

Avaliação do Polígrafo:

 

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso