O primeiro jornal português
de Fact-Checking

É real esta imagem que exibe Donald Trump a ser detido após condenação judicial?

Internacional
O que está em causa?
Está a ser difundida nas redes sociais uma imagem que parece mostrar o ex-Presidente dos EUA a ser detido por agentes da polícia. Isto após ter sido considerado culpado, em Nova Iorque, por crimes de falsificação de documentos. A imagem é autêntica?

“Culpado!”: é esta a legenda que acompanha o que aparenta ser uma fotografia captada após o republicano Donald Trump, que deverá ser formalizado, já no próximo mês, como candidato do partido às eleições presidenciais de novembro, ter sido condenado judicialmente, no passado dia 30 de maio.

Nessa data, um júri de Nova Iorque considerou o anterior chefe de Estado do país culpado de 34 crimes de falsificação de registos comerciais no contexto de um esquema de suborno para influenciar o resultado das eleições de 2016. Foi dado, assim, como provado que Trump escondeu pagamentos efetuados à atriz pornográfica Stormy Daniels com vista a garantir o seu silêncio em antecipação a esse escrutínio.

Mas será que estamos perante uma imagem real? 

Primeiro que tudo, importa notar que, logo após a condenação judicial, Donald Trump abandonou a sala de audiências livremente, tendo imediatamente prestado declarações aos jornalistas, segundo imagens divulgadas pela AFP  – cuja equipa de fact-checking também já verificou a veracidade da alegação.

Após essa comunicação à imprensa, o antigo Presidente abandonou o tribunal por meios próprios, de acordo com uma reportagem da ABC News  – o que, logo à partida, inviabiliza a tese alvo de análise. Até porque a indumentária que o republicano usava nesse dia – um fato preto com uma camisa branca e uma gravata azul – difere da exibida na imagem que está a ser partilhada nas redes sociais, onde Trump surge com uma gravata às riscas.

Além disso, fazendo uma análise mais detalhada à imagem, com recurso à ferramenta “Is It AI?”, conclui-se que é “muito provável” que a mesma tenha sido “gerada por IA [Inteligência Artificial]” – uma probabilidade de, exatamente, 96,32%. Percentagem essa que sobe para os 99,9% se o mesmo exercício for feito com o “Hive Moderation”, outra ferramenta de deteção de deepfakes e imagens criadas com recurso a inteligência artificial.

Assim, conclui-se que a imagem não é real. Até porque, até ao momento, não existem notícias, em órgãos de comunicação social credíveis, que dão conta de que Donald Trump terá sido detido na sequência desta condenação.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque