O primeiro jornal português
de Fact-Checking

É possível derreter gordura e emagrecer com a toma de “cápsulas detox”?

Sociedade
Este artigo tem mais de um ano
O que está em causa?
Está a ser promovido nas redes sociais um produto supostamente milagroso que possibilita "derreter gordura", "emagrecer", "mudar o corpo" em apenas "seis meses". Consiste na toma de "Detox Paris", cápsulas azuis que terão esses resultados garantidos. "Fale com o especialista no WhatsApp", incentiva-se. Verdadeiro ou falso?

“Quero derreter gordura agora. Tudo estava muito difícil, eu não conseguia emagrecer e estava sozinha. Desanimada e triste com o meu corpo. Já tinha tentado várias formas e nada, até que conheci o ‘Detox Paris’ e a minha vida e o meu corpo mudou. Hoje estou feliz, fiz seis meses de tratamento e estou magra e feliz. Fale com o especialista no WhatsApp”, destaca-se numa das publicações em causa que promovem a compra deste produto.

Apresenta depois um vídeo em que se mostram as tais “cápsulas azuis” milagrosas. “É mulher, tem acima de 34 anos e já tentou de tudo e não obteve o resultado que espera? Este é o ‘Detox Paris’, um medicamento (…) que vai fazer com que emagreça“, garante-se.

Verdadeiro ou falso?

O facto é que não encontramos qualquer informação fidedigna sobre o anunciado “medicamento”.

"Como limpar os rins sem dor, bom para todas as idades. (...) É muito fácil, primeiro pegue num ramo de salsa e lave muito bem. Em seguida, corte em pedaços pequenos e coloque-o numa panela e adicione água limpa. (...) Beba um copo por dia e você vai ver que todo o sal e veneno acumulado nos seus rins começam a surgir ao urinar. A salsa é conhecida como o melhor tratamento de limpeza para os rins e é natural", garante-se em publicação viral nas redes sociais. Verdade ou mentira?

Em resposta ao Polígrafo, a Ordem dos Nutricionistas avisa que “esta publicação a circular nas redes sociais é falsa. Para emagrecer com saúde deve-se apostar num estilo de vida saudável, com planeamento e proficiência em escolhas alimentares saudáveis, e com a adequada prática de atividade física”.

“A utilização de suplementos alimentares sem o aconselhamento de um nutricionista pode representar um risco. Acresce que um produto desta natureza, de venda livre através da Internet, foge ao controlo das autoridades em termos de segurança“, avisa a Ordem dos Nutricionistas.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque