“Trump fez donativos para [as campanhas de] Kamala Harris quando esta era procuradora-geral”. A acusação foi feita por um antigo conselheiro do presidente norte-americano Bill Clinton, logo após a equipa do atual líder da Casa Branca ter criticado a escolha da senadora para o cargo de vice-presidente dos EUA, caso o democrata Joe Biden vença as eleições presidenciais que se realizam este ano.

Tweet conselheiro de Bill Clinton

Donald Trump doou mesmo dinheiro para financiar a campanha de reeleição de Kamala Harris para o cargo de procuradora-geral da Califórnia, como denunciou o antigo conselheiro de Bill Clinton? Verificação de factos.

“Daqui Joe Biden. Grandes notícias. Escolhi Kamala Harris como a minha parceira de campanha. Juntos, convosco, vamos derrotar Trump." Este era o conteúdo de um email enviado pelo agora oficialmente candidato democrata às eleições presidenciais dos EUA, Joe Biden, aos seus apoiantes. A missiva servia para comunicar a escolha da senadora para o cargo de vice-presidente e rapidamente teve resposta do lado republicano, como conta o site de fact-checking Snopes.

Numa mensagem enviada aos apoiantes do atual presidente dos EUA, a equipa que trabalha na campanha para a reeleição de Trump não poupou críticas à escolha de Joe Biden e definiu Kamala Harris como uma “antiga procuradora-geral da California corrupta”.

mensagem campanha Trump sobre Kamala
créditos: Snopes.com

No Twitter, Paul Begala, antigo conselheiro do presidente norte-americano Bill Clinton, reagiu ao email do candidato republicano e garantiu que  “Trump fez donativos para [as campanhas de] Kamala Harris quando esta era procuradora-geral”.

De acordo com o Snopes, a afirmação foi esclarecida pelo jornalista da "NBC News" Tom Winter, que provou que Donald Trump fez dois donativos para a campanha de Harris, entre 2011 e 2013, no total de seis mil dólares. 

Os dados podem ser confirmados através dos registos dos financiamentos das campanhas no site da Secretaria de Estado da Califórnia: Trump fez dois donativos para a campanha de reeleição de Kamala Harris como procuradora-geral, que aconteceu em 2014. O primeiro donativo de cinco mil dólares foi feito a 26 de setembro de 2011 e o segundo, de mil dólares, em 20 de fevereiro de 2013. A senadora democrata foi eleita para procuradora-geral em janeiro de 2011, o que significa que Trump financiou a sua campanha de reeleição quando esta estava no cargo há oitos meses e dois anos respectivamente.

Financiamento Trump Kamala

Já durante as primárias democratas, os donativos de Trump a Kamala Harris tinham sido noticiados e, ao jornal californiano "The Sacramento Bee", um porta-voz da campanha da senadora garantiu que os seis mil dólares foram entregues a "uma ONG que defende os direitos humanos e civis dos centro-americanos”. A reportagem esclarece que o dinheiro foi doado apenas em 2015.

_______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network