O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Donald Trump: “Eu não disse para prenderem a Hillary Clinton”

Internacional
O que está em causa?
Poucos dias após ter sido condenado por 34 crimes num tribunal em Nova Iorque, o recandidato à Presidência dos EUA deu uma entrevista à Fox News em que negou alguma vez ter dito que Hillary Clinton deveria ir para a prisão. Verdade ou mentira?
© EPA / Peter Foley

Numa entrevista à Fox News, emitida a 2 de junho – poucos dias após ter sido condenado num tribunal de Nova Iorque por 34 crimes, a maior parte relacionados com falsificação de documentos -, Donald Trump negou que alguma vez tenha dito para “prenderem a Hillary Clinton“, sua adversária nas eleições presidenciais dos Estados Unidos da América (EUA) em 2016.

“Você disse aquela frase célebre, sobre Hillary Clinton, ‘prendam-na‘. Não o fez como Presidente”, indagou um dos apresentadores do programa “Fox & Friends Weekend”.

Ao que Trump respondeu da seguinte forma:

“Eu derrotei-a. É mais fácil quando se vence e eles todos dizem, ‘prendam-na’. E eu senti que poderia ter feito isso, mas senti que teria sido uma coisa terrível. (…) Hillary Clinton, eu não disse ‘prendam-na’, mas as pessoas diziam ‘prendam-na’, ‘prendam-na'”.

Embora Trump agora negue, o facto é que o disse várias vezes durante a campanha para as eleições presidenciais de 2016. O “PolitiFact” identificou várias ocasiões em que o então candidato do Partido Republicano utilizou essa expressão literalmente – aliás, um cântico recorrente dos seus apoiantes -, além de outras declarações em que não o disse explicitamente mas defendeu que a adversária deveria ir para a prisão.

Em causa estava a polémica em torno da utilização de um e-mail privado para tratar de assuntos profissionais quando Clinton exercia o cargo de Secretária de Estado dos EUA. O FBI investigou essa situação mas Clinton não chegou a ser acusada de qualquer crime.

A título de exemplo, ao discursar na Califórnia em junho de 2016, Trump afirmou: “Vou dizer isto, a Hillary Clinton tem que ir para a prisão, OK? Ela tem que ir para a prisão, é culpada como o diabo.”

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque