“As pesquisas não mentem. Deixe os seus comentários”, é o que diz um utilizador do Facebook ao publicar uma imagem de Lula da Silva, com a legenda: “Lula dispara nas pesquisas. 93% querem ele preso novamente”.

A verdade é que já foram realizados vários estudos para avaliar a opinião pública relativamente à prisão de Lula da Silva, mas o Polígrafo e a Agência Lupa não encontraram nenhuma sondagem ou investigação que chegasse a uma conclusão correspondente a 93%.

Uma sondagem, realizada pelo Instituto Atlas Político, concluiu que 50,1% dos inquiridos dizem ser a favor da prisão do antigo presidente do Brasil. Este estudo foi divulgado, em março do ano passado, depois de o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal do Brasil, revogar as condenações de Lula da Silva no caso “Lava Jato”.

Ainda antes de o político ser condenado, em fevereiro de 2018, o Instituto Datafolha revelou que 53% dos brasileiros eram da opinião que Lula da Silva devia ser preso. Em contrapartida, 44% das pessoas questionadas defendiam que o antigo presidente do Brasil deveria ficar em liberdade.

Cerca de quatro meses depois, quando Lula da Silva já estava preso, uma investigação do Instituto Paraná mostrou que 58% dos inquiridos apoiavam a decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal brasileiro. Quando o ex-presidente já estava fora da cadeia, em dezembro de 2019, o Datafolha revelou que 54% dos brasileiros era a favor da liberdade do político.

Lula da Silva foi preso em abril de 2018, condenado por corrupção e por envolvimento no caso “Lava Jato”. Em novembro de 2019, depois de 580 dias foi libertado, quando o Supremo Tribunal Federal considerou que a prisão em segunda instância foi inconstitucional.

No dia 7 de maio deste ano, Lula da Silva anunciou a sua candidatura às eleições presidenciais no Brasil, com data marcada para 2 de outubro. Até agora, o ex-presidente do Brasil continua à frente em todas as sondagens, sendo o seu principal adversário o atual presidente, Jair Bolsonaro.

________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network