"É a esquerdalha que nos desgraça. Acorda povo, vira a página", destaca-se no post de 3 de janeiro que mostra a evolução da dívida pública do Estado português - em percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) - ao longo das últimas duas décadas.

Terá aumentado substancialmente, passando de 57,4% do PIB em 2001 para 116,6% em 2019?

De facto, consultando os dados compilados na Pordata (com origem no Banco de Portugal, Instituto Nacional de Estatística e outras fontes oficiais), verifica-se que a dívida bruta das Administrações Públicas em 2001 estava ao nível de 57,4% do PIB nesse ano.

Também se confirma que desde então tem vindo a aumentar quase ininterruptamente, com apenas três excepções: ligeiras descidas entre 2006 e 2007 e entre 2014 e 2015; e uma descida mais acentuada entre 2016 e 2019.

Em 2019 atingiu 116,6% do PIB, tal como se indica na publicação sob análise, mas em 2020 voltou a aumentar consideravalmente, até ao ponto máximo de 135,2% (valor ainda provisório).

Sim, os dados apresentados na publicação estão corretos.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network