"A dupla imbatível", destaca-se no topo da publicação, seguindo-se uma imagem com o primeiro-ministro António Costa e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em poses de festejos sobre um gráfico com a evolução do peso da dívida pública total portuguesa em percentagem do PIB.

"Dívida pública atinge recorde: 264,4 mil milhões de euros, cerca de 132% do PIB", alega-se, supostamente com base nos dados do gráfico.

Os números indicados na publicação em causa estão desatualizados.

Na realidade, a dívida pública de Portugal já chegou a um novo ponto máximo em março de 2021, a saber: mais de 275 mil milhões de euros (na óptica de Maastricht) e 137,1% do PIB.

Estes, sim, são os números mais recentes (até março de 2021), plasmados na nota de informação estatística sobre a dívida pública que o Banco de Portugal emitiu no dia 3 de maio.

"Em março de 2021, a dívida pública situou-se em 275,3 mil milhões de euros, mais 1,2 mil milhões de euros face ao mês anterior. Esta subida da dívida pública refletiu essencialmente emissões de títulos de dívida. Os depósitos das administrações públicas diminuíram 0,4 mil milhões de euros. A dívida pública líquida de depósitos aumentou 1,6 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, para 250,5 mil milhões de euros", informou o Banco de Portugal.

De resto, "o rácio da dívida pública em percentagem do Produto Interno Bruto situou-se em 137,1, o que representa um aumento de 3,5 pp (pontos percentuais) face ao final do ano passado".

__________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Impreciso
International Fact-Checking Network