Uğur Şahin e Özlem Türeci, diretor executivo e diretora clínica da BioNTech, respetivamente, são um casal de cientistas alemães de origem turca que tiveram um papel fundamental no desenvolvimento de uma das mais eficazes vacinas contra a Covid-19. Foi produzida pela BioNTech, empresa de biotecnologia alemã, em parceria com a Pfizer, empresa farmacêutica norte-americana. Daí a estranheza de Şahin não ter tomado essa mesma vacina, supostamente, como parece comprovar um vídeo que está a ser partilhado nas redes sociais.

"Ora aqui está algo muito interessante, porque será que o CEO da BioNTech, Uğur Şahin, não se vacinou nem participou nos testes? Razões legais, diz ele". Este é o comentário associado a uma das partilhas do vídeo em causa que o Polígrafo identificou. Mas será que o vídeo é autêntico? E confirma-se que Şahin não tomou a vacina?

Em entrevista ao jornal britântico "The Times", datada de 14 de setembro de 2021, Uğur Şahin e Özlem Türeci garantiram ter sido vacinados - ambos - "no final de janeiro deste ano". A inoculação ocorreu no âmbito de uma campanha da BioNTech para "imunizar todos os funcionários". O objetivo da iniciativa consistia em assegurar que não surgissem infeções por Covid-19 entre os funcionários que pudessem abrandar o ritmo de trabalho na empresa.

Isso quer dizer que o vídeo que circula nas redes sociais é falso?

Não, mas está a ser descontextualizado. As partilhas são recentes, mas o vídeo foi gravado em dezembro de 2020, altura em que a vacinação contra a Covid-19 ainda só era permitida para profissionais de saúde e maiores de 80 anos de idade na Alemanha, devido à escassez de doses.

Cerca de um mês depois da entrevista ao "Deutsche Welle", concretizado o alargamento da vacinação na Alemanha, Şahin recebeu mesmo a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Em resposta aos muitos rumores e desinformação, o cientista decidiu publicar na sua página no LinkedIn, há cerca de uma semana, uma fotografia do momento em que foi vacinado.

"É difícil combater o medo com factos e números. Por vezes, o medo pode ser derrotado partilhando experiências pessoais. Portanto, para chegar àqueles que estão a lutar pessoalmente contra os seus medos, gostaria de partilhar uma fotografia que mostra a minha vacinação contra a Covid-19 no início de 2021", escreveu na publicação.

Fica assim esclarecido que o diretor executivo da BioNTech não recusou tomar s vacina produzida por essa empresa em parceria com a Pfizer. O vídeo partilhado nas redes sociais está a ser descontextualizado e a reproduzir desinformação.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network