O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Dia de Portugal. António Costa estava a mexer no telemóvel “enquanto soava o hino nacional”?

Política
O que está em causa?
Está a ser partilhada viralmente nas redes sociais uma imagem captada durante as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, a 10 de junho, no Peso da Régua, que parece retratar o primeiro-ministro António Costa a mexer no telemóvel "enquanto soava o hino nacional". Verdade ou falsidade?

“Uma cerimónia oficial, com parada militar e honras de Estado. E é desta forma que António Costa, como primeiro-ministro, assiste a tudo. Um total desrespeito para quem está com ele, para com as Forças Armadas que desfilam, para a bandeira, e para todos os portugueses”, descreve-se numa das publicações da imagem em causa (profusamente difundida nas redes sociais ao longo dos últimos dias) que parece retratar o primeiro-ministro a mexer no telemóvel, num momento em que supostamente estava a ser tocado o hino nacional, durante as comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, a 10 de junho, no Peso da Régua.

A imagem perfeita e que representa o que Portugal é para António Costa é esta, enquanto soa o hino de Portugal“, sublinha-se no texto.

Esta acusação tem fundamento?

A imagem é real, mas a descrição induz em erro. Com a ajuda de um tweet que já tinha alertado para esta situação, o Polígrafo analisou a gravação em vídeo da cerimónia, registada pela RTP, tendo conferido que no momento em que Costa foi filmado a mexer no telemóvel não estava a soar o hino nacional.

Na realidade, o hino nacional foi executado pela Banda da Armada a partir do instante 30:34 da gravação em vídeo, quando o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, chegou à tribuna (onde já estava o primeiro-ministro e outros representantes dos órgãos de soberania). Não há qualquer imagem captada de Costa a mexer no telemóvel durante a execução do hino nacional.

O primeiro-ministro foi ontem interpelado por um grupo de professores, à margem das comemorações do Dia de Portugal, no Peso da Régua, que empunhavam cartazes com uma caricatura que o visado considerou ser racista. Nariz de porco, lápis espetados nos olhos, lábios sobredimensionados. A FENPROF demarcou-se hoje dessas imagens, mas há registos de que têm surgido em manifestações de professores pelo menos desde fevereiro.

A imagem que está a ser partilhada nas redes sociais surge por volta do instante 1:25:14 da gravação em vídeo, já na parte final do desfile ou parada militar.

Não estava a ser tocado o hino nacional e aquele momento de distração de Costa não durou mais do que um minuto. Quando volta a ser filmado já está a falar com Rebelo de Sousa, ao seu lado, apontando para helicópteros que sobrevoavam o local da cerimónia militar comemorativa do Dia de Portugal.

Pelo que aplicamos o selo de “Falso” nestas publicações com descrições enganadoras (e acusações infundadas) sobre o que verdadeiramente aconteceu naquele momento.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes