O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Debates Europeias. João Oliveira: “Em Portugal, o Chega impediu uma comissão de inquérito à Vinci”

Política
O que está em causa?
Já nos minutos finais do debate desta noite, na RTP, o cabeça de lista pela CDU às europeias de 9 de junho garantiu que o Chega impediu, em Portugal, uma comissão de inquérito à Vinci (a pedido do PCP). Mas não é verdade. O partido, que se absteve, até explicou que não obstaculizaria, "por princípio", a proposta dos comunistas.

Falava António Tânger Corrêa sobre as prioridades do Chega, uma vez no Parlamento Europeu, – “agricultura e Pescas, luta anti-corrupção e imigração” -, quando João Oliveira interrompeu para acusar o partido de incoerência: “Cá não querem comissões de inquérito à Vinci, mas no Parlamento Europeu é que vão fazer esse combate à corrupção e aos grandes interesses económicos. Haja limites para a incoerência. Então cá em Portugal impedem uma comissão de inquérito à Vinci...”

Interrompido pelo cabeça de lista do Chega –  “Mas quem é que impediu?” – Oliveira desviou o assunto para os “imigrantes”. Afinal, a verdade é que o Chega, apesar de se ter abstido na votação, até disser ser, por princípio, favorável à formação da comissão de inquérito mencionada pelo comunista.

Quando, em abril deste ano, o PCP sugeriu ao Parlamento um escrutínio à privatização da ANA e ao contrato de concessão atribuído à Vinci, através de uma comissão de inquérito, viu a proposta ser chumbada e criticada num debate em que CDS-PP e PSD se uniram para troçar da medida. Já o Chega, através de uma intervenção de Filipe Melo, deixou claro que não obstaculizaria a proposta do PCP, por ser “favorável ao escrutínio”. Mas claro, não sem críticas: a de que os comunistas queriam “mostrar que ainda vivem” e renacionalizar “tudo o que mexe”.

No final, a proposta foi chumbada por PS, PSD e CDS-PP. Liberais, bloquistas, Livre e PAN votaram a favor e o Chega, como tínhamos visto, absteve-se, o que contraria o discurso de João Oliveira.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque