Durante o debate entre sete dos 11 candidatos à Câmara Municipal do Porto, que decorreu esta quinta-feira na TVI, Tiago Barbosa Ribeiro enumerou alguns dos problemas que a cidade enfrenta para manter habitantes.

”Os portuenses hoje em dia não têm qualidade de vida por uma razão muito simples: não é possível ter qualidade de vida numa cidade cuja variação do poder de compra entre 2013 e 2017 é esta que eu aqui mostro [levanta folha com gráfico da Pordata]. Nós vemos que a cidade do Porto ao longo dos últimos anos tem vindo a perder poder de compra, tem vindo a perder qualidade de vida. No ano passado, o Porto foi a cidade onde os preços da habitação mais subiram. Nos últimos dez anos, dos dez maiores municípios do país, o Porto foi a cidade que mais habitantes perdeu", disse o candidato do Partido Socialista.

O Porto foi, entre os maiores municípios, aquele que perdeu mais habitantes nos últimos dez anos?

De acordo com os dados preliminares dos Censos 2021, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), os dez maiores municípios em termos de população são, por ordem decrescente: Lisboa, Sintra, Vila Nova de Gaia, Porto, Cascais, Loures, Braga, Almada, Matosinhos e Oeiras.

Destes concelhos, apenas Porto, Matosinhos, Lisboa e Oeiras perderam população. O Porto, município central da análise, perdeu 2,4% da população desde 2011, ou seja, 5.629 habitantes.

Entre os outros, a redução de Oeiras é a mais baixa. Tem menos 0,2% de habitantes que perfaz 318 pessoas. Lisboa perdeu 1,4% da população, o que quer dizer que tem menos 7.849 moradores. Por fim, Matosinhos teve uma diminuição de 1,6%, isto é, ficou com menos 2.809 residentes.

  • DEBATES AUTÁRQUICAS. Preços por metro quadrado de habitação no Porto cresceram 105% desde 2016?

    No debate desta noite, transmitido em direto na SIC e na SIC Notícias, o candidato pelo PS à autarquia portuense elegeu a habitação como prioridade. Como tal, as críticas à gestão de Rui Moreira foram várias, nomeadamente no que respeita à subida dos preços dos alojamentos familiares, que segundo Tiago Barbosa Ribeiro aumentaram mais do que em Lisboa, num total de 105% desde o primeiro trimestre de 2016. Será verdade?

A partir destes dados, conclui-se que a declaração de Tiago Barbosa Ribeiro é parcialmente verdadeira. Se em números relativos, o candidato do PS tem razão, quando olhamos para os números brutos, a perda de população de Lisboa foi maior do que a da cidade invicta.

__________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network