"Aquilo com que eu não concordo é que Portugal seja um dos países da OCDE [Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico] que está a investir menos na Educação, isso é uma traição ao nosso futuro", afirmou esta noite Rui Tavares, deputado único e líder do partido Livre, no debate frente a Pedro Nuno Santos do PS.

Esta alegação tem fundamento?

Os últimos dados da OCDE (referentes ao ano de 2020) estão compilados no relatório "Education at a Glance 2023" (pode consultar aqui), publicado em setembro do ano passado.

Entre as conclusões do estudo destaca-se que Portugal gastou 5,1 % do respetivo Produto Interno Bruto (PIB) em instituições desde o ensino básico até ao superior, uma percentagem similar à média dos países da OCDE.

Mas há outros indicadores, nomeadamente sobre quanto é que cada Estado gastou por aluno em todos os níveis de ensino, aquele em que Portugal apresenta um pior registo: gastou 10.063 euros por cada aluno, enquanto a média da OCDE foi de 11.766 euros, segundo valores ajustados pelo fator de conversão da Paridade do Poder de Compra (PPP).

Ainda assim, um valor superior ao de 18 outros países analisados, incluindo países da União Europeia como a Irlanda, Finlândia, Eslovénia ou Polónia.

Neste âmbito importa também notar que o valor gasto em Portugal representa um esforço relativo maior para o país, na medida em que a despesa por aluno equivale a 31% do PIB per capita, enquanto a média da OCDE é de 27%.

Em suma, mesmo no indicador em que Portugal tem um pior registo, não é um dos países da OCDE que investe menos na Educação.

_____________________________

Nota Editorial: A 10 de fevereiro, Rui Tavares precisou na rede social "X" a sua afirmação: "O que eu deveria ter dito é que Portugal é dos países da OCDE que 'menos está a aumentar o investimento em educação'." Os gráficos partilhados pelo líder do Livre confirmam a sua correção e, por esse motivo, destacamos esta nota e o respetivo "tweet" de Tavares.

_____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.