O primeiro jornal português
de Fact-Checking

DEBATES 2024. Rui Tavares: “Foi um deputado do Chega quem começou a utilizar os meus filhos como arma de arremesso político”

Política
O que está em causa?
Na abertura do debate de ontem à noite contra André Ventura, o líder do Livre fez questão de denunciar: "Nos últimos dias têm andado a circular pelas redes sociais fotografias de alguém que se introduziu no pátio da escola onde os meus filhos estudam e que me fotografaram a mim com os meus filhos." E acusou um deputado do Chega, Pedro Frazão, de ter sido quem "começou a utilizar como arma de arremesso político esta questão" - de os filhos de Rui Tavares estudarem num colégio internacional. Confirma-se?

“Nos últimos dias têm andado a circular pelas redes sociais fotografias de alguém que se introduziu no pátio da escola onde os meus filhos estudam e que me fotografaram a mim com os meus filhos, tentando provar com isso uma pseudo-hipocrisia que seria que eu tinha os meus filhos numa escola internacional”, começou por declarar Rui Tavares, líder do partido Livre, na sua primeira intervenção no debate de ontem à noite (16 de fevereiro) na SIC Notícias frente a André Ventura do Chega.

Posto isto, acusou: “A verdade é que quem começou a utilizar como arma de arremesso político esta questão foi o deputado Pedro Frazão, do Chega.”

De facto, em reunião plenária da Assembleia da República no dia 11 de dezembro de 2023, o deputado Pedro Frazão, do Chega, interpelou Tavares (que tinha acabado de defender a necessidade de um “grande reforço na escola pública”) com a seguinte pergunta retórica:

Os teus filhos estudam onde?”

Anteriormente, em reunião plenária no dia 30 de setembro de 2022, o mesmo deputado do Chega já tinha expressado o seguinte comentário, também registado na transcrição dos “Diários da Assembleia da República”:

“Têm os filhos todos nos colégios privados! Até o filho do deputado Rui Tavares está numa escola internacional! Tenham vergonha!”

Quanto às fotografias, também é verdade que foram partilhadas nas redes sociais nos dias imediatamente anteriores ao debate entre Tavares e Ventura.

Entre múltiplos exemplos identificados pelo Polígrafo, destaque para a página de Vítor Manuel Ramalho, dirigente do partido Ergue-te (extrema-direita, antigo PNR), no Facebook, em publicação de 15 de fevereiro.

Ou para a página de Luc Mombito, conselheiro pessoal de Ventura e antigo dirigente do Chega, no Twitter, em publicação de 15 de fevereiro, um dia antes do debate entre Tavares e Ventura.

 

Importa também salientar que, no caso de Mombito, acresce um comentário muito próximo da argumentação utilizada por Ventura no debate, quando foi confrontado com a denúncia de Tavares.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque