Parte do debate que opôs esta noite André Ventura do Chega a Rui Rocha do Iniciativa Liberal, na SIC Notícias, ficou marcado por uma troca de acusações sobre a imigração em Portugal. Sobre esse tema-chave do seu discurso e programa político, Ventura disse mesmo que "se deixarmos toda a gente entrar sem critério, sem controlo, um dia não temos um país, temos uma bandalheira a céu aberto".

Do lado dos liberais, Rocha rebateu afirmando que o que não faz é "usar a imigração para mentir". E sublinhou: "Eu sou de Braga e concorro por Braga e o André Ventura ainda há pouco fez uma afirmação que é 'Braga tem 30% de imigrantes'. É falso, são 3,3%".

Afinal quem é que mentiu?

Rocha está correto quando recorda que o adversário disse que a população imigrante em Braga correspondia a 30% do total.

Essas declarações foram proferidas no âmbito de um discurso anti-imigração em que o líder do Chega, em direto na SIC Notícias, criticou o Governo do PS que terá alimentado um regime de portas demasiado abertas. Por entre alguns dados oficiais indicou que "em algumas cidades, como Braga, 30% da população é imigrante" e que muita dessa imigração vem "da zona do Indostão".

Mas a afirmação é falsa nas duas vertentes: tanto em Braga como distrito, como concelho.

Segundo dados de 2022 (últimos disponíveis) do relatório do Observatório das Migrações, a população estrangeira residente no país inteiro, nesse ano, era de 781.915. No mesmo período, e "mantendo a tendência de incremento dos últimos anos", todos os distritos aumentaram a sua população estrangeira residente, "com as maiores taxas de variação positiva a verificarem-se nos distritos de Bragança (+23%), de Viana do Castelo (+22,4% de residentes estrangeiros), de Castelo Branco (+20,1%), do Porto (+19,8%), de Braga (+19,1%), de Aveiro (+16,2%), de Setúbal (+15,4%) e de Viseu (+15,2%)", refere o documento.

No distrito de Braga, havia em 2022 um total de 28.127 estrangeiros residentes. Contas feitas, e tendo em conta a população distrital de 846.515 habitantes, os estrangeiros representavam apenas 3,3% da população total, um valor tão baixo que não entra sequer para a lista de distritos com maior número de estrangeiros residentes em 2022.

O mesmo acontece com a cidade: para estes cálculos, temos que recuar a 2021 e aos dados estatísticos do SEF, que mostram que o concelho de Braga acolhia nesse ano um total de 12.722 estrangeiros. Face à população total (192.494 habitantes), a percentagem era de apenas 6,6%.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.