O primeiro jornal português
de Fact-Checking

DEBATES 2024. Luís Montenegro: “Eu não pedi a demissão de António Costa”

Política
O que está em causa?
No debate desta noite na RTP, André Ventura (Chega) criticou a "incoerência" de Luís Montenegro (AD) perante os recentes casos judiciais que levaram à queda do Governo nacional de António Costa e do Governo regional de Miguel Albuquerque. Em resposta, o visado sublinhou que não pediu a demissão de Costa. Verdadeiro ou falso?

Importa começar por ressalvar que André Ventura não disse (literalmente) que Luís Montenegro tinha pedido a demissão de António Costa. Na realidade disse que “achou bem”, em contraste com a sua primeira posição relativamente ao caso de Miguel Albuquerque na Madeira. Mas Luís Montenegro entendeu que estaria a sugerir algo nesse sentido e fez questão de recordar que não pediu a demissão.

De facto, o PSD foi mesmo o último dos partidos com assento parlamentar a reagir, no dia 7 de novembro de 2023, à demissão já anunciada de António Costa do cargo de Primeiro-Ministro, na sequência das buscas judiciais da “Operação Influencer”.

“Nunca tivemos pressa, mas agora a degradação do Governo impõe que não se perca mais tempo e se devolva a palavra ao povo“, defendeu Montenegro na altura.

O líder do PSD declarou também que “o Governo caiu e caiu por dentro” e repetiu a ideia de que “não podemos esperar mais tempo”, num claro apelo a que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, dissolvesse o Parlamento e convocasse eleições legislativas antecipadas. O que acabou mesmo por acontecer.

Segundo informou o jornal “Expresso” nesse mesmo dia 7 de novembro de 2023, “ao contrário de todos os partidos da oposição, o PSD optou por não falar de manhã, quando começaram as notícias sobre as buscas a membros próximos de António Costa, como Lacerda Machado e Vítor Escária. ‘A seu tempo’, respondia fonte do PSD ao ‘Expresso’, quando questionado sobre a reação do partido aos acontecimentos que já faziam antever uma crise política”.

Em conclusão, é verdade que Montenegro não se apressou a pedir a demissão de Costa naquele dia em que o país foi surpreendido pela “Operação Influencer”.

____________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Fact checks mais recentes