O primeiro jornal português
de Fact-Checking

DEBATES 2024. André Ventura nega ter proposto taxar as gasolineiras. Tem razão?

Política
O que está em causa?
A 16 de janeiro deste ano, o líder do Chega até afirmava que a criação de uma taxa sobre os lucros das gasolineiras poderia ser uma medida polémica por não parecer "de direita". Agora, em debate com Rui Rocha, é André Ventura quem não acredita que a propôs.

Há menos de um mês, à porta da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, André Ventura jogava do lado esquerdo da economia: afinal, o dinheiro “não se multiplica” e é preciso “taxar os lucros das gasolineiras”. Certo de que se tratava de uma medida que “muitos acharão que não é de direita”, o líder do Chega não desistia da intenção de taxar os lucros daquele setor.

“A taxa sobre os lucros das gasolineiras é uma medida que muitos acharão que não é de direita, naturalmente, mas eu quero dizer às pessoas que o dinheiro não se multiplica nem nasce nas árvores”, disse à data André Ventura.

Esta noite, porém, no debate frente a Rui Rocha na SIC Notícias, o líder do Chega não foi capaz de identificar a sua própria medida. “Faz sentido dizer que o André Ventura quer taxar gasolineiras, ou seja, os pequenos e médios postos de gasolina que estão em Portalegre e que fazem sete abastecimentos por dia”, lembrou o liberal, não sem ser interrompido por Ventura que, achava, estaria a repor a verdade. “Não me ouviu dizer isso”, contestou Ventura, “eu falei das petrolíferas”.

É falso que André Ventura se tenha referido às petrolíferas: foi relativamente às gasolineiras que Ventura disse querer uma taxa de 40%. Questionado sobre o peso da medida, Ventura argumentou que primeiro o partido quer “criá-la e avançar com ela para a poder estudar”. De valores, tinha apenas uma “estimativa” que não concretizou.

______________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque