“Novak Djokovic foi o primeiro atleta do mundo banido de um país por não usar drogas”, lê-se numa publicação partilhada no dia 18 de janeiro.

O tenista foi inicialmente aprovado para uma isenção médica porque teve infetado com Covid-19 em dezembro. No entanto, os agentes de proteção das fronteiras da Austrália rejeitaram a isenção e revogaram o visto. Posteriormente, numa audiência judicial a 16 de Janeiro, decidiu-se unanimemente que Djokovic não podia permanecer na Austrália, tendo em conta a política Covid-19 do país.

Mas o tenista sérvio foi o mesmo o primeiro atleta a ser impedido de competir por não ser vacinado?

Não. O Politifact apurou que o jogador de basquetebol dos Brooklyn Nets, Kyrie Irving, foi impedido de jogar, em outubro, até cumprir os requisitos de vacinação de Nova Iorque contra a Covid-19. Um novo acordo, permite que Irving jogue a tempo parcial, ou seja, pode participar na maioria dos jogos, mas está impedido de jogar em casa ou em jogos fora de casa contra os New York Knicks.

Os jogadores da NBA não são obrigados a ser vacinados, mas enfrentam testes rigorosos e restrições sociais. Aliás, a liga disse que os jogadores não vacinados não serão pagos pelos jogos que faltam devido a essa condição.

Também o golfista Charlie Beljan foi forçado a retirar-se do Campeonato das Bermudas da Associação Profissional de Golfe, em outubro, porque não tomou a vacina. Beljan não participou devido às políticas de Covid-19 das Bermudas.

  • Federer e Nadal gozaram com Djokovic por causa do incidente do Open da Austrália?

    Tem sido amplamente divulgado no Facebook e no Twitter um pequeno vídeo protagonizado por Roger Federer e Rafael Nadal, no qual os dois tenistas aparecem a rir. As publicações alegam que ambos estão a gozar com Novak Djokovic devido à polémica na Austrália, onde o tenista sérvio usou um teste positivo para justificar a falta de vacina às autoridades de saúde. As legendas do vídeo parecem confirmar as piadas de Federer e Nadal, mas será mesmo isso que aconteceu?

As restrições sobre os não vacinados têm aumentado. O Comité Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos, por exemplo, anunciou em setembro que os atletas que pretendiam competir nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 tinham de ser totalmente vacinados contra a Covid-19 até 1 de dezembro de 2021. O Comité do Canadá também fez um anúncio semelhante em outubro.

Em suma, é falso que Novak Djokovic foi o primeiro atleta a ser banido de uma competição profissional por não ser vacinado. O jogador de NBA Kyrie Irving e o golfista Charlie Beljan foram impedidos de participar em torneios devido às políticas Covid-19 dos respetivos países onde iriam jogar.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Falso: as principais alegações dos conteúdos são factualmente imprecisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Falso" ou "Maioritariamente Falso" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Falso
International Fact-Checking Network