O primeiro jornal português
de Fact-Checking

Cotrim de Figueiredo: “Nenhuma fonte autorizada do Iniciativa Liberal” falou em objetivo de eleger dois eurodeputados

Política
O que está em causa?
Em entrevista à CNN Portugal, ontem à noite, o cabeça-de-lista do Iniciativa Liberal nas eleições para o Parlamento Europeu disse que o objetivo é eleger apenas um eurodeputado e negou que qualquer "fonte autorizada" do partido tenha assumido a ambição de chegar aos dois eurodeputados. Verificação de factos.
© Agência Lusa / José Sena Goulão

Questionado sobre qual é o objetivo do Iniciativa Liberal nas eleições para o Parlamento Europeu, na entrevista de ontem à noite na CNN Portugal, o ex-líder e agora cabeça-de-lista do partido respondeu prontamente que “está assumido desde a moção estratégica da Convenção do ano passado e é eleger um eurodeputado“.

“Mas chegaram a assumir a ambição de eleger dois eurodeputados”, interpelou a jornalista. Ao que João Cotrim de Figueiredo retorquiu: “Não tenho conhecimento dessa ambição, não sei quem falou nisso, não foi certamente nenhuma fonte autorizada do Iniciativa Liberal.”

Posto isto, justificou a limitação do objetivo com a necessidade de realismo. “Até pelo seguinte”, elaborou, “nós tivemos eleições há dois meses e nessas eleições o Iniciativa Liberal teve 5% dos votos. E para eleger mais do que um eurodeputado teríamos que ter por volta de 8% dos votos. Eu estar aqui a dizer que iríamos crescer 60% em percentagem já não seria ambição, de que eu gosto, mas seria irrealismo, de que eu não gosto”.

O problema é que, em junho de 2023, o próprio líder do Iniciativa Liberal, Rui Rocha, declarou que “vamos fazer tudo para que sejam eleitos dois eurodeputados“.

É verdade que oficialmente, na moção estratégica aprovada quando Rui Rocha sucedeu a Cotrim de Figueiredo na liderança do partido, está traçado o objetivo da “eleição do primeiro eurodeputado liberal“.

No entanto, depois de ter participado na cimeira do grupo dos liberais no Parlamento Europeu, Renew Europe, em junho de 2023, Rocha subiu a fasquia para dois eurodeputados, em declarações ao jornal “Observador”.

“Saio com a convicção reforçada de que vamos ter boas notícias. Aliás, disse-lhes que o Iniciativa Liberal traria boas notícias do Sul da Europa”, afirmou, quando se preparava para regressar a Portugal.

Glosando um slogan do partido nos tempos de deputado único no Parlamento, Rocha comentou também que “se um deputado faz tanta diferença, imagine-se dois“. Ainda assim ressalvou que mesmo não chegando ao segundo eurodeputado não deixava de estar crente de que o Iniciativa Liberal “consegue mesmo fazer a diferença com uma pequena representação, como fez no Parlamento português” quando elegeu pela primeira vez Cotrim de Figueiredo.

Recorde-se que, nessa altura, o ex-líder ainda não tinha sido anunciado como cabeça-de-lista nas eleições para o Parlamento Europeu. O mesmo que ontem se equivocou ao negar que alguma “fonte autorizada” do partido tenha falado no objetivo de eleger dois eurodeputados.

________________________________________

UE

Este artigo foi desenvolvido pelo Polígrafo no âmbito do projeto “EUROPA”. O projeto foi cofinanciado pela União Europeia no âmbito do programa de subvenções do Parlamento Europeu no domínio da comunicação. O Parlamento Europeu não foi associado à sua preparação e não é de modo algum responsável pelos dados, informações ou pontos de vista expressos no contexto do projeto, nem está por eles vinculado, cabendo a responsabilidade dos mesmos, nos termos do direito aplicável, unicamente aos autores, às pessoas entrevistadas, aos editores ou aos difusores do programa. O Parlamento Europeu não pode, além disso, ser considerado responsável pelos prejuízos, diretos ou indiretos, que a realização do projeto possa causar.

________________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Partilhe este artigo
Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

Relacionados

Em destaque