De um lado, a "casa de António Costa", supostamente integrada num "condomínio de luxo em Sintra". Do outro lado, a "casa de Passos Coelho", supostamente consistindo num "apartamento em Massamá".

A mensagem é clara: o atual primeiro-ministro "vive como um rei com o dinheiro dos altos impostos que defende para os contribuintes"; enquanto o antigo primeiro-ministro "continuou a viver no mesmo local".

No que respeita à principal alegação, sobre as casas dos dois visados, é verdadeira ou falsa?

Confirma-se que António Costa viveu durante dois anos, entre 2012 e 2014, num apartamento duplex arrendado na Avenida da Liberdade, Lisboa. Mudou-se depois para uma moradia situada em Fontanelas, Sintra, integrada no condomínio fechado Villas Catarina. No entanto, em dezembro de 2018, vendeu essa moradia por 350 mil euros e adquiriu uma outra casa em Benfica, Lisboa, por 327 mil euros.

"O primeiro-ministro vendeu moradia em Sintra e comprou casa em Benfica. Transações foram feitas em dezembro e podem ser comunicadas até fevereiro. Tudo legal, mas faltou declarar conta ao Tribunal Constitucional", noticiou o jornal "Observador", no dia 8 de janeiro de 2019.

Quanto a Pedro Passos Coelho, o facto de ter continuado a viver com a sua família num apartamento em Massamá, Sintra, quando assumiu o cargo de primeiro-ministro em 2011, motivou várias notícias e reportagens na comunicação social.

Em suma, relativamente à casa de Costa, a publicação em causa difunde informação desatualizada e, portanto, enganadora.

_________________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebookeste conteúdo é:

Parcialmente falso: as alegações dos conteúdos são uma mistura de factos precisos e imprecisos ou a principal alegação é enganadora ou está incompleta.

Na escala de avaliação do Polígrafoeste conteúdo é:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Impreciso
International Fact-Checking Network