"As eleições autárquicas, como sabemos, são verdadeiramente 3.399 eleições. São 308 eleições para os municípios e são 3.091 eleições para as assembleias de freguesia. É por isso, por se tratarem de tantas eleições numa só eleição, que é sempre muito duvidoso saber quem ganha e quem não ganha as eleições autárquicas. Cada um escolhe o seu critério", começou por ressalvar António Costa, secretário-geral do PS, ao intervir na reunião de hoje da Comissão Nacional do partido.

Nós estamos naquela posição em que podemos aceitar qualquer que seja o critério. Se o critério for o maior número de votos, ganhámos! Se o critério for o maior número de presidentes de juntas de freguesia, ganhámos! Se o critério for o maior número de presidentes de câmara municipal, ganhámos! Se o critério for o maior número de municípios entre os 15 mais populosos, ganhámos! Em qualquer dos critérios, nós ganhámos", enalteceu.

Confirma-se que o PS foi o vencedor no "maior número de municípios entre os 15 mais populosos"?

Por ordem decrescente, do concelho mais populoso para o menos populoso, de acordo com os dados demográficos recolhidos nos Censos de 2021 e os resultados eleitorais oficiais.

Em Lisboa (544.851 habitantes) venceu a coligação PSD/CDS-PP liderada por Carlos Moedas. Em Sintra (385.954 habitantes), Basílio Horta do PS foi reeleito. Em Vila Nova de Gaia (304.149 habitantes), nova vitória do PS. No Porto (231.962 habitantes), o movimento independente liderado por Rui Moreira conquistou um novo mandato na presidência do quarto município mais populoso do país. Quanto a Cascais (214.134 habitantes), vitória folgada da coligação PSD/CDS-PP.

Em Loures (201.646 habitantes), mudança de poder do PCP para o PS. Na autarquia de Braga (193.333 habitantes), vitória renovada para a coligação PSD/CDS-PP. Em Almada (177.400 habitantes), consolidação do poder do PS, tal como em Matosinhos (172.669 habitantes). Quanto a Oeiras (171.802 habitantes), continua a ser território do independente Isaltino Morais, com vitória confortável.

Na Amadora (171.719 habitantes), renovada maioria absoluta para o PS. No Seixal (166.693 habitantes), vitória para a CDU. Em Gondomar (164.255 habitantes) triunfou o PS. O mesmo se verifica em Guimarães (156.852 habitantes) e em Odivelas (148.156 habitantes), consolidando a vantagem dos socialistas nesta contagem.

Ao todo, o PS detém o poder em nove das 15 autarquias mais populosas, ao passo que as coligações PSD/CDS-PP acumulam três presidências e há ainda duas lideradas por independentes e uma pela CDU.

____________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network