"Este não é o tempo de desanimarmos. É o tempo de nos animarmos. Este é o tempo de arregaçar as mangas, não só daqueles que estão no Governo, mas também daqueles que estão nas freguesias e nas câmaras ou em todos os locais em que se pode fazer a diferença", afirmou ontem o líder do PS que pediu uma "grande mobilização" do partido, a cerca de um mês das próximas eleições autárquicas.

"Não somos um partido qualquer, somos o maior partido autárquico português. Somos um grande partido nacional popular. Somos o único partido que tem autarquias nos Açores, na Madeira, no Algarve, no Alentejo, Lisboa e Vale do Tejo, no Centro e no Norte. Queremos continuar a ser o maior partido nas freguesias e nas câmaras, não para pôr uma bandeira do PS, mas porque todos somos poucos para servir Portugal", destacou, perante os militantes. "E só nós estamos presentes em todo o país e em todas as regiões".

Esta alegação tem fundamento?

Não. No total, o PS conquistou 160 presidências de Câmara Municipal (uma das quais em coligação) nas eleições autárquicas de 2017, ao passo que o PSD conquistou 98 presidências de Câmara Municipal (19 das quais em coligações), mas ambos os partidos têm representação em todas as regiões do país.

António Costa refere-se, no seu discurso, às sete regiões que compõem as NUTS II (Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos), correspondentes a cinco regiões no Continente e às regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Ora, analisando o mapa dos resultados das eleições autárquicas de 2017 verificamos que o PSD lidera 37 câmaras municipais na Região Norte, nomeadamente Alijó, Amarante, Amares, Armamar, Braga, Bragança, Boticas, Carrazeda de Ansiães, Celorico de Basto, Espinho, Esposende, Freixo de Espada a Cinta, Maia, Monção e Arcos de Valdevez, Murça, Penafiel, Penedono, Peso da Régua, Ponte da Barca, Póvoa de Lanhoso, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira,  Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Terras de Bouro, Torre de Moncorvo, Trofa, Valença, Valpaços, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Foz Côa, Vila Pouca de Aguiar, Vila Verde e Vimioso.

Na Região Centro, o PSD tem 40 autarquias: Alcobaça, Almeida, Alvaiázere, Arganil, Aveiro, Batalha, Cadaval, Caldas da Rainha, Cantanhede, Castanheiro de Pêra, Castro de Aire, Celorico da Beira, Estarreja, Ferreira do Zêzere, Fundão, Gouveia, Guarda, Ílhavo, Mação, Mira, Mortágua, Murtosa, Óbidos, Oleiros, Ourém, Ovar, Pampilhosa da Serra, Penela, Pinhel, Pombal, Porto de Mós, Sabugal, Sardoal, Sátão, Sertã, Tondela, Vagos, Vila de Rei, Viseu e Vouzela.

  • Rui Rio acusa PS e PCP de alterarem lei para ilibar autarcas em risco de perda de mandato. Confirma-se?

    "O PS e o PCP juntarem-se para votar uma lei que pura e simplesmente evita que seis autarcas, cinco do PS e um do PCP, de perderem o mandato em tribunal por terem violado essa mesma lei, por não terem cumprido aquilo a que se comprometeram cumprir", denunciou o líder do PSD, a 23 de julho, referindo-se ao projeto de lei que altera as regras de enquadramento do Programa de Apoio à Economia Local (PAEL), aprovado no dia anterior na Assembleia da República.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, o PSD tem apenas duas câmaras municipais: Cascais e Mafra.

Na Região do Alentejo, o PSD lidera seis autarquias: Arronches, Castelo de Vide, Fronteira, Marvão, Rio Maior e Santarém.

Na Região do Algarve, o PSD tem cinco câmaras municipais: Albufeira, Castro Marim, Faro, Monchique e Vila Real de Santo António.

Na Região Autónoma da Madeira, os sociais-democratas lideram três autarquias: Câmara de Lobos, Calheta e Porto Santo. E na Região Autónoma dos Açores, o PSD tem cinco autarquias: Madalena, Nordeste, Ponta Delgada, Ribeira Grande e Vila do Porto.

Desde 1976, PS e PSD são os partidos que mais presidências de Câmara Municipal mantêm. Nas eleições de 2017 foram 31 as autarquias que se mantiveram inalteradas: 11 para o PS, 11 para o PSD e nove para a CDU.

No caso do PS, as autarquias são as de Alenquer, Campo Maior, Cartaxo, Condeixa-a-Nova, Gavião, Lourinhã, Odivelas, Olhão, Portimão, Reguengos de Monsaraz e Torres Vedras. No PSD são as de Arcos de Valdevez, Boticas, Calheta, Câmara de Lobos, Ferreira do Zêzere, Mação, Oleiros, Penedono, Penela, Santa Maria da Feira e Valpaços. A CDU manteve Arraiolos, Avis, Montemor-o-Novo, Moita, Mora, Palmela, Santiago do Cacém, Seixal e Serpa.

_______________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network