Um profissional de saúde caminha por entre os corpos das vítimas mortais por COVID-19 que cobrem o chão de preto. Em contraste, apenas os papéis brancos por cima dos sacos a identificar os nomes dos falecidos. São dezenas de sacos que surgem num vídeo de apenas 50 segundos que está a chocar as redes sociais e que rapidamente se tornou viral - tão viral como as dúvidas sobre a sua localização.

Várias publicações afirmam que o vídeo foi captado em Londres, no hospital Imperial College Healthecare NHS Trust, pertencente ao grupo do Hospital Saint Mary, enquanto outras garantem que se trata do Lenox Hill Hospital, em Nova Iorque. Foram também partilhadas publicações que garantiam ser um hospital espanhol situado em Madrid ou em Barcelona. Muitos destes posts foram, entretanto, apagados.

Face a estas imagens, alguns dos hospitais referidos nas publicações reagiram. O Lenox Hill Hospital publicou uma nota no Twitter em que a direção se mostra “profundamente perturbada", ressalvando que "a parte do vídeo filmado no espaço da morgue NÃO é de certeza filmada dentro da nossa morgue, ou no anexo exterior do nosso hospital – que tem sido providenciado para todos os hospitais de Nova Iorque. A nossa morgue está fechada e guardada por seguranças a todos os instantes”. Também o Imperial College Healthcare NHS Trust, em Londres, no Reino Unido, garantiu ao jornal de fact-checking britânico Full Fact que o vídeo não foi filmado no interior do hospital.

Em nenhum momento do vídeo existe uma clara identificação do local, mas há sinais que ajudam a confirmar a sua localização. A plataforma de fact checking Maldita.es identificou o local da gravação do vídeo como sendo o Hospital General Norte IES Los Ceibos de Guayaquil, no Equador.

Uma das pistas que levou ao reconhecimento do hospital em questão surge no segundo 19 quando se ouve dizer no altifalante “Hospital General del Norte”. Também ao segundo 28 é possível ler o nome de um dos mortos que surge no chão do hospital: “Zambrano Loor Gilbert”. Ao pesquisar o nome da pessoa, foi possível encontrar um “acordo de condolências” da Associação de Corredores de Imóveis de Guayas (ACBIR) onde se preta homenagem a Gilbert Zambrano Loor, em Guadalquivir, no dia 29 de março de 2020.

corpos
créditos: Imagem Maldita.es

Outro pormenor que foi tido em conta na identificação da origem deste vídeo foram as placas informativas que surgem na parede do hospital e onde se pode ler “controlo de acesso”. Quando comparadas com as placas que aparecem no vídeo que mostra o interior do Hospital General del Norte IESS Los Ceibos, de Guayaquil, estas apresentam o mesmo formato.

O vídeo que está a ser partilhado mostra, de facto, as inúmeras vítimas mortais do COVID-19, mas não foi gravado nem em Espanha, nem nos Estados Unidos, nem em Inglaterra. Foi captado no Equador, mais precisamente no Hospital General del Norte IESS Los Ceibos de Guayaquil.

Avaliação do Polígrafo:

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.
Falso
International Fact-Checking Network