"Carros eléctricos não podem ser rebocados e a produção das suas baterias liberta CO2 equivalente a oito anos de uso de carro a gasolina", indica-se numa publicação feita no Facebook no dia 14 de novembro.

O post não fornece mais pormenores sobre este tema, nem sequer a fonte que motiva a alegação. Mas será que, no que diz respeito à alegada impossibilidade de rebocar veículos elétricos, a afirmação tem fundamento?

Não. Os carros elétricos, ao contrário do que se afirma, podem ser rebocados, apenas não da mesma forma que um carro a combustão, que pode ir atrelado a outro veículo com as rodas na estrada.

A explicação é relativamente simples: os motores dos carros elétricos geram energia através da rotação das rodas, pelo que, numa situação de reboque, o veículo não deve estar numa posição em que os pneus possam rodar pois isso poderá causar danos ou até sobreaquecimento.

De acordo com o site da oficina multimarcas Midas, os motores de carros elétricos "têm como princípio a indução eletromagnética", portanto, a "energia elétrica é convertida em energia mecânica, o que faz movimentar o veículo".

No site da Tesla, empresa que desenvolve, produz e vende automóveis elétricos de alto desempenho, estão definidas instruções para transportadores, especificamente para os Tesla Model 3. Os métodos de reboque recomendados são "a utilização de um camião de plataforma ou um meio de transporte semelhante" ou, na ausência de um camião com plataforma, "têm de ser utilizados elevadores e plataformas para rodas para garantir que nenhuma das quatro rodas está em contacto com o solo".

Alerta-se ainda que este "método pode ser utilizadas apenas durante, no máximo, 55 km e não pode exceder a categoria de velocidade do fabricante das plataformas".

Um outro exemplo é o novo Dacia Spring Electric cujo manual de instruções aconselha a que "em caso de descarga total da bateria de tração" seja utilizado "o reboque na plataforma ou o reboque em estrada com a ajuda do anel de reboque".

Além disto, existem já soluções de assistência em viagem, em caso de necessidade de descarga, que permitem carregar os carros no local sem necessidade de rebocar os veículos. Exemplo disso é a Assistência da ACP, que possui "carrinhas preparadas para procederem a carregamentos na estrada, em caso de falta de energia".

___________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.