“A CNN foi apanhada a mentir. Este repórter tem dificuldade em acreditar nos seus próprios disparates ao tentar dizer às pessoas que este fogo é na Ucrânia. Parece que os bombeiros em Edmonton, Canadá, estão em segundo plano.” São estas as palavras escolhidas para descrever uma reportagem da CNN sobre um incêndio em Lviv numa publicação do Twitter.

Em causa está a tese de que a estação de televisão norte-americana estará a mentir aos espectadores, dado que há elementos no vídeo a usar um casaco com o nome de uma cidade do Canadá (Edmonton) nele inscrito. No entanto, esta é mais uma de muitas notícias falsas que se têm espalhado nas redes sociais depois da invasão russa da Ucrânia.

A própria CNN já se viu obrigada a desmentir, garantindo que esta tese é “uma teoria da conspiração absurda”. Num artigo publicado a 28 de março, a CNN explica que o casaco que deu origem à polémica “foi doado aos bombeiros na Ucrânia por bombeiros em Edmonton”. 

A estação de televisão americana acrescenta que “uma organização sem fins lucrativos com sede em Edmonton chamada Firefighter Aid Ukraine doou várias centenas de conjuntos de equipamentos de Edmonton para a Ucrânia, além de centenas de conjuntos adicionais de equipamentos de outras comunidades”.

No mesmo plano, o fundador deste projeto, Kevin Royle, garante à CNN que o casaco visto na reportagem veio deste movimento solidário. Para provar que não existe qualquer “conspiração”, a Firefighter Aid Ukraine partilhou, a 28 de março, um post originalmente publicado em 2017 em que se vê os bombeiros de Edmonton a doar vestuário de proteção aos bombeiros ucranianos.

Além disso, o Ministério da Defesa da Rússia confirmou os ataques a depósitos de combustível na cidade ucraniana de Lviv.

Em suma, é falso que a CNN tenha tentado enganar os espectadores e emitindo uma reportagem baseada numa mentira.

_________________________________

Avaliação do Polígrafo:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Pimenta na Língua
International Fact-Checking Network