“O cabelo da Princesa Leia foi inspirado nas mulheres da Revolução Mexicana. Uma das marcas mais icónicas da personagem imortalizada por Carrie Fisher na saga 'Star Wars' era seu penteado. Em 2002, George Lucas disse à revista 'Time' que o coque de Leia foi inspirado nas revolucionárias mexicanas do início do século XX que, sob o comando de Pancho Villa e Emiliano Zapata, lutaram contra a ditadura do general Porfírio Diaz em busca de uma reforma agrária”, lê-se numa publicação de 29 de dezembro, partilhada mais de 2.000 vezes.

Será mesmo essa a inspiração do famoso penteado ou apenas uma coincidência?

O debate sobre “os rolos de cabelo” da Princesa – e mais tarde General - Leia Organa ganhou força em 2002 quando o criador da saga “Guerra das Estrelas”, George Lucas, deu uma explicação sobre o assunto à revista “Time”. “No filme de 1977, estava a trabalhar arduamente para criar algo diferente que não estivesse na moda, por isso acabei por optar por uma espécie de visual inspirado nas mulheres revolucionárias de Pancho Villa. O penteado é do início do século no México. Foi um sucesso e deu que falar", afirmou.

No entanto, a explicação foi posta em causa, como contou a publicação “Remezcla”, quando o cabelo da personagem foi comparado com imagens de adelitas” ou “soldaderas”- designações atribuídas às mulheres que lutaram na Revolução Mexicana - que não exibiam o tal penteado. Nas pesquisas, apareciam apenas imagens de “soldaderas” com chapéus.

Alguns críticos argumentaram também que o cabelo de Leia era mais parecido com o penteado tradicional usado por mulheres da tribo indígena Hopi. No entanto, Eric Tang, um professor de Estudos Africanos na Universidade de Texas-Austin, EUA, juntou-se ao debate quando publicou, em 2016, uma fotografia retirada de uma exposição da saga “Guerra das Estrelas”, no Museu de Arte de Denver. O museu confirmou à plataforma de fact-checking Snopes que a fotografia fazia parte da coleção e, assim, dava força à explicação de George Lucas..

O representante do museu não conseguiu confirmar diretamente a origem do quadro. Apenas disse que era “proveniente dos arquivos do Museu Lucas de Arte Narrativa no Skywalker Ranch”. A Snopes localizou a fotografia e chegou à conclusão que se tratava da famosa “soldadera” e guerrilheira mexicana Clara de la Rocha, ao lado do seu pai, o General Herculano de la Rocha.

Clara de la Rocha é descrita no livro “Las Soldaderas: Mulheres da Revolução Mexicana” como comandante de guerrilha que desempenhou um papel importante na tomada da cidade de Culiacán, Sinaloa, em 1911, ao lado do pai. Acabou por ganhar a patente de “coronela” - ou coronel - na luta contra o regime de Porfirio Diaz. Clara de la Rocha morreu em 1970 em Culiacán, local da sua batalha mais famosa.

Por isso, é verdadeiro que a imagem (e penteado) das “soldaderas”, mais especificamente de Clara de la Rocha, foi a inspiração de George Lucas para a criação do famoso cabelo da Princesa Leia.

__________________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assine a Pinóquio

Fique a par dos nossos fact checks mais lidos com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Receba os nossos alertas

Subscreva as notificações do Polígrafo e receba os nossos fact checks no momento!

Em nome da verdade

Siga o Polígrafo nas redes sociais. Pesquise #jornalpoligrafo para encontrar as nossas publicações.
Verdadeiro
International Fact-Checking Network