O facto: A 6 de junho de 2015, Richard W. Matt e David Sweat, dois prisioneiros da Clinton Correctional Facility, ambos condenados por homicídio, escaparam da prisão de alta segurança a norte do Estado de Nova Iorque, fugindo após 85 dias de planeamento. Tiveram a ajuda de dois funcionários, Joyce "Tilly" Mitchell (que manteve affairs com os dois homens durante esse período, apesar de o marido também trabalhar na prisão) e o guarda Gene Palmer (que contrabandeava quadros pintados por Matt para fora da penitenciária, alguns vendidos por milhares de dólares - Matt era razoavelmente talentoso; as telas podem ser vistas em CNYCentral.com).

Sweat e Matt abriram um buraco na parede do fundo das suas celas com pequenas serras, um martelo de forja e uma chave de fendas, escondidos por Joyce e Gene em hambúrgueres congelados; o facto de a maioria dos guardas passar o turno da noite a dormir, como noticiaria o "The New York Times" a 12 de agosto de 2015, facilitou o trabalho de escavação e a consequente fuga.

Mais de mil agentes estatais lançaram-se no encalce dos fugitivos e, ao fim de quase três semanas de perseguição, a 26 de junho, Richard Matt foi localizado e morto a tiro por um agente de patrulha da fronteira do estado de Vermont com o Canadá, após se recusar a baixar a espingarda que empunhava. A 28 de junho, David Sweat foi ferido e capturado por um state trooper do estado de Nova Iorque.

Joyce "Tilly" Mitchell foi condenada a sete anos de prisão por contrabando de ferramentas e "facilitar comportamentos criminais". Gene Palmer cumpriu em 2016 quatro dos seus seis meses de pena por "auxílio não-intencional" na evasão. Como consequência do episódio, outros nove funcionários do estabelecimento prisional foram suspensos e o diretor foi colocado em licença administrativa. Nenhum outro prisoneiro esteve envolvido no caso. Richard Matt e David Sweat foram os primeiros reclusos a conseguir escapar de Clinton em mais de 100 anos.

Cast Escape

A série: Como parte de um subgénero fundamental, sobretudo a partir dos anos 70, na história da televisão - o based on a true story ("baseado numa história real") - as true story limited series, que têm vindo a substituir neste século os telefilmes de prestígio e os filmes produzidos para TV nos anos 80 e 90 pelos canais de cabo por subscrição (HBO, Showtime), são instrumentos de transformação de acontecimentos verídicos em histórias audiovisuais de duração relativamente curta - entre três e nove episódios. "Escape at Dannemora" é uma série de oito episódios de uma hora cada, dirigida pelo actor Ben Stiller (realizador de um interessante testemunho da Geração X, "Reality Bites") e produzida pela norte-americana Red Hour Films em parceria com a cadeia de pay TV Showtime.

Interpretada por Benicio del Toro (Richard Matt), Paul Dano (David Sweat) e Patricia Arquette (Joyce "Tilly" Mitchell), a série estreou nos EUA a 18 de novembro, tendo iniciado a difusão nacional na TVSéries a 25 de novembro.

No essencial, "Escape at Dannemora" acompanha a cronologia e a verdade factual dos acontecimentos da primeira metade de 2015 na Clinton Correctional Facility, tomando antes liberdades dramatúrgicas na composição do trio de protagonistas (Matt, Sweat e "Tilly" Mitchell) e nas matizes do seu envolvimento sentimental e sexual.

Após meses de negociações, Ben Stiller conseguiu obter as licenças para rodar a série na própria Clinton Correctional Facility, acrescentando autenticidade ao relato. O argumento, escrito por Brett Johnson ("Ray Donovan") e Michael Tolkin ("The Player"), baseia-se diretamente no relatório de 150 páginas sobre a fuga, da responsabilidade do procurador-geral do Estado de Nova Iorque.

Escape

Algumas curiosidades:

- Entre 1972 e 2008, a Clinton Correctional Facility albergou o corredor da morte para os condenados à pena máxima do Estado de Nova Iorque.

- Charles "Lucky" Luciano (alvo de um grande filme de Francesco Rosi em 1973) , um dos mais célebres mafiosos norte-americanos, cumpriu uma década na Clinton - depois de um breve período em Sing Sing - de uma pena total de 30 a 50 anos por gerir uma rede de prostituição, antes de ser deportado para Itália após o fim da Segunda Guerra Mundial.

- segundo declarações à polícia após ser detido, David Sweat pensou ter encontrado a via de saída na rede de esgotos da prisão, o que o fez recordar a fuga de Andy Dufresne (Tim Robbins) em "Os Condenados de Shawshank" (1994, Frank Darabont). A rede de esgotos de Clinton acabou por revelar-se um beco sem saída para evasões.

- atualmente a cumprir outra pena de prisão, Sweat tentou de novo, em dezembro de 2017, engendrar um plano de fuga - entretanto descoberto - para poder passar mais tempo com a namorada.

Avaliação do Polígrafo:

Verdadeiro, mas...