"Quando estamos a ser amigos do ambiente a carregar um carro elétrico também pagamos EMEL se não for a nossa zona de dístico?", questiona-se numa publicação no Facebook, datada de 8 de novembro.

Contactada pelo Polígrafo, a Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) remete todos os esclarecimentos sobre a questão levantada para a informação que está exposta no seu site oficial sobre o dístico verde.

"O dístico verde permite o estacionamento de veículos 100% elétricos, em todas as Zonas de Estacionamento de Duração Limitada, nos lugares tarifados, sem haver lugar ao pagamento da tarifa de estacionamento e sem limite de tempo", informa a EMEL.

Além disso, indica-se que estes dísticos têm a validade máxima de um ano, bem como um emolumento associado de 12 euros.

  • EMEL pode multar por estacionamento indevido em horário noturno?

    Em publicação nas redes sociais conta-se um caso de um cidadão que às 22:00 foi multado pela EMEL: "Eram 22 horas e toca-me uma vizinha à porta a dizer que a EMEL estava a multar-me. (...) Perguntei desde quando começou este horário uma vez que nem avisados fomos. Sempre educadas e simpáticas responderam-me que foram ordens da Câmara Municipal de Lisboa." Confirma-se que a EMEL pode multar em horário noturno?

Em suma, conclui-se que é verdade que os proprietários de carros 100% elétricos ficam isentos do pagamento da tarifa de estacionamento na cidade de Lisboa, incluindo nas ocasiões em que colocam o veículo nos lugares de carregamento elétrico. No entanto, para que tal aconteça, é necessário requisitar um dístico específico para este tipo de veículos à empresa de estacionamento.

___________________________________

Nota editorial: este conteúdo foi selecionado pelo Polígrafo no âmbito de uma parceria de fact-checking (verificação de factos) com o Facebook, destinada a avaliar a veracidade das informações que circulam nessa rede social.

Na escala de avaliação do Facebook, este conteúdo é:

Verdadeiro: as principais alegações do conteúdo são factualmente precisas; geralmente, esta opção corresponde às classificações "Verdadeiro" ou "Maioritariamente Verdadeiro" nos sites de verificadores de factos.

Na escala de avaliação do Polígrafo, este conteúdo é:

Assina a Pinóquio

Fica a par de todos os fact-checks com a newsletter semanal do Polígrafo.
Subscrever

Recebe os nossos alertas

Subscreve as notificações do Polígrafo e recebe todos os nossos fact-checks no momento!

Em nome da verdade

Segue o Polígrafo nas redes sociais. Pesquisa #jornalpoligrafo para encontrares as nossas publicações.
Verdadeiro, mas...
International Fact-Checking Network